Economia e Negócios

Dólar cai a R$ 4,14 e Ibovespa renova máxima histórica

Sem grandes crises pelo mundo ou dentro do Brasil, semana foi benéfica para os ativos locais, com valorização do real e preço das ações em alta.

Por  Estadão Conteúdo
- atualizado

Em uma semana positiva para os ativos brasileiros no mercado financeiro, o dólar fechou esta sexta-feira, 6, em queda de pouco mais de 1%. A moeda norte-americana, que abriu a segunda-feira cotada a R$ 4,25, fecha a sexta valendo R$ 4,14 reais, em sua mais intensa desvalorização em seis semanas.

Com o fechamento de hoje, o dólar encosta em seu menor patamar desde 11 de novembro. Na semana, a moeda acumulou depreciação de 2,24%, mais do que apagando a alta de 1,14% da semana anterior.

Já a Bolsa renovou sua máxima histórica pelo terceiro dia consecutivo. O Ibovespa, cesta com as principais ações negociadas pela B3, registrou alta de 0,46%, a 111.125 pontos.

O motivo para a semana de recordes é, na opinião dos agentes do mercado financeiro, o bom humor dos investidores com cenário internacional, já que os últimos dias de negociação entre Estados Unidos e China para o fim do impasse comercial foram frutíferos.

Mais conteúdo sobre: