Política

Flávio Nogueira diz que vai continuar lutando por reformas no país

Flávio Nogueira se mostrou a favor de uma reforma tributária e reforma administrativa e avaliou que é necessário diminuir o gasto com funcionalismo público.

Andressa Martins
Teresina
- atualizado

O deputado federal Flávio Nogueira (PDT) disse durante entrevista à imprensa na sexta-feira (14) que vai continuar sendo a favor de reformas no país. Flávio, que foi afastado do comando do PDT no Piauí após se contrapor ao partido e ser favorável à reforma da previdência, disse vai apoiar reformas independente do Governo que as propuser.

O deputado também criticou a divisão política em esquerda e direita no país. “Estou até sofrendo muito por ter votado a favor de uma reforma e meu partido não quis, mas eu continuarei reformista. Vou fazendo as reformas independente do que governo quer. Porque aí sim, tem que pensar no Brasil, em todos”, declarou.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Flávio NogueiraFlávio Nogueira

Reforma

Flávio Nogueira se mostrou a favor de uma reforma tributária e reforma administrativa e avaliou que é necessário diminuir o gasto com funcionalismo público.

“O Brasil necessita de reformas gerais. É necessário que tenhamos a reforma tributária, a reforma administrativa para diminuir esse Estado que é muito grande. Aumentou-se muito o número do funcionalismo público federal, já na sua carreira inicial com altos salários, sem ter um plano de carreira, sem ter um plano de merecimento, então fica difícil o estado engessado desse jeito em seu orçamento”, continuou.

O deputado também expressou o apoio a uma reforma no Judiciário “para que não tenhamos superpoderes, de um poder junto ao outro”. “Quando um ministro do STF em uma canetada só anula uma lei que o Congresso votou depois de passar em todas as comissões, o presidente sancionou, além do mais, o presidente do Supremo em uma medida liminar dá 60 dias para que aquela lei seja adequada, um ministro sozinho derruba isto. Quer dizer, é outra reforma do judiciário que se tem que fazer”, finalizou.

Mais conteúdo sobre: