Teresina - PI

Governo do Piauí e TJ assinam Termo de Cooperação com CNJ

O ato ocorreu na presidência do TJ e contou com a presença do conselheiro do CNJ Mário Guerreiro, que veio representando o presidente do Supremo Tribunal Federal (SFT), o ministro Dias Toffoli.

Germana Chaves
Teresina
Andressa Martins
Teresina
- atualizado

Governo do Piauí e TJ assinam Termo de Cooperação com CNJ

O governador Wellington Dias e o presidente do Tribunal de Justiça do Piauí, desembargador Sebastião Ribeiro Martins, assinaram um Termo de Cooperação Técnica com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) na manhã desta segunda-feira (09). O ato ocorreu na presidência do TJ e contou com a presença do conselheiro do CNJ Mário Guerreiro, que veio representando o presidente do Supremo Tribunal Federal (SFT), o ministro Dias Toffoli.

O desembargador Sebastião disse que o objetivo é ressocializar os egressos do sistema prisional com ações de capacitação que atingiriam também a família.

“Hoje estamos assinando um termo de cooperação técnica com o Conselho Nacional de Justiça, com o Governo do Piauí através da Secretaria de Justiça, está aqui o conselheiro do CNJ, Mário Guerreiro, está aqui representando o presidente Dias Toffoli”, disse Sebastião.

  • Foto: Alef Leão/GP1Wellington Dias e desembargador Sebastião MartinsWellington Dias e desembargador Sebastião Martins

“É um instrumento importante de ressocialização porque a finalidade da pena é ressocializar. Muita gente pensa que as penitenciarias são para maltratar os presos, então a preocupação do CNJ e da Secretaria de Justiça é de que esses egressos do sistema prisional quando saírem da prisão tenham cursos de capacitação e não só eles, mas também seus familiares”, completou o desembargador Sebastião Martins.

O governador Wellington Dias também falou sobre a importância da ação para o processo de reinserção destas pessoas à sociedade. “A gente pode ter um programa com a família, com a educação, com trabalho e com as diferentes alternativas. Podemos fazer a ressocialização para devolver essas pessoas à sociedade. Digo que esse é o maior programa de segurança pública do Brasil e certamente temos que abraçar aqui no Piauí com muita força para que ele tenha resultados”, destacou Dias.