Teresina - PI

Homem é preso acusado de falsificar whisky na Avenida Dom Severino

"A gente detectou que o produto era falsificado. Ele se encontrava com alguns lacres, fazia a mistura de álcool com bebida, colocava dentro de um litro de whisky ", disse o major Audivam Nunes.

Brunno Suênio
Teresina
Victória Xavier
Teresina
- atualizado

Homem é preso acusado de falsificar whisky em Teresina

Os policiais da Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública do Piauí, em conjunto com a Polícia Civil, prenderam um homem, que não teve a identificação revelada, ao flagrá-lo falsificando whisky para comercializar durante a passagem do bloco Capote da Madrugada, na Avenida Dom Severino, zona leste de Teresina, na tarde deste sábado (22).

De acordo com o comandante da Força Tarefa, major Audivam Nunes, os policiais receberam uma denúncia, dando conta que um homem estaria em posse de lacres que estavam sendo usados em garrafas de whisky adulteradas. Ao chegar ao local indicado, os policiais acabaram constatando a veracidade dos fatos.

“A Força Tarefa está dando apoio ao 5º Batalhão e, realmente, a gente detectou que o produto era falsificado. Ele se encontrava com alguns lacres, fazia a mistura de álcool com bebida, colocava dentro de um litro de whisky para dizer que era verdadeiro, mas a Polícia Militar está presente juntamente com a Polícia Civil e ele acabou sendo preso e encaminhado para a Central de Flagrantes de Teresina”, pontuou o major Audivam Nunes.

A tenente-coronel Joseline, comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar, afirmou ao GP1 que cerca de 80 policiais, entre agentes da Polícia Civil e militares estão responsáveis pela segurança do evento, aliados aos seguranças privados, a fim de garantir que a festa aconteça sem alterações. “Embora o evento tenha a segurança privada, a Polícia Militar representa o Estado e dá a garantia para que as pessoas possam participar do evento e estar seguras. Nós estamos dentro corredor e no entorno para garantir os acessos”, acrescentou.