Brasília - DF

Jair Bolsonaro vai nomear indicados para cargos federais no Piauí

A maioria dos parlamentares optou por sugerir os mesmos nomes que já ocupavam os respectivos cargos.

Germana Chaves
Teresina
- atualizado

A bancada piauiense já definiu os nomes que deverão ocupar os cargos federais no Piauí. O coordenador da bancada piauiense, o deputado federal Átila Lira (PSB) já entregou a lista com as sugestões dos senadores e parlamentares ao ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

O presidente Jair Bolsonaro tem pedido que seja respeitado o critério técnico para a ocupação dos espaços. Haja vista a exigência, a maioria dos parlamentares optou por sugerir os mesmos nomes que já ocupavam os respectivos cargos. A expectativa é que Jair Bolsonaro efetive as nomeações nos próximos dias.

  • Foto: Fátima Meira/Futura Press/Estadão ConteúdoJair BolsonaroJair Bolsonaro

Cargos e indicados

Senadores

Dnit – segue o engenheiro Ribamar Bastos, que é da cota do senador Elmano Férrer (Podemos)

Codevasf – permanece Inaldo Guerra, da cota do senador Ciro Nogueira, do PP

Deputados federais

Incra – Tiago Vasconcelos, indicado pelo deputado federal Júlio César, do PSD

Funasa – José Raimundo, indicado pelo deputado Átila Lira, do PSB

Dnocs – Djalma Policarpo, do grupo da deputada federal Iracema Portella, do PP

DNPM –Marco Aurélio (MDB). O cargo vai ficar sob indicação do deputado federal

Conab –Margarete Coelho. A deputada federal vai definir um nome para comandar o espaço

Agricultura – Marcos Vinicius, indicado pela deputada Marina Santos (SD)

INSS – Flávio Nogueira (PDT). Uma dúvida ainda paira em relação a indicação do parlamentar, uma vez que, ele tem demonstrado reservas quanto ao Governo Bolsonaro. Mas, dependendo do posicionamento dele frente a Reforma da Previdência, o acerto deverá ser definido.

Sem cargos

Os deputados federais Rejane Dias (PT), Assis Carvalho (PT), Fábio Abreu (PR), hoje na Secretaria de Segurança do Piauí, e o senador Marcelo Castro (MDB), ficarão sem cargos por serem declaradamente contrários ao Governo Central.