União - PI

Jovem é assassinado com uma facada após festa de Carnaval em União

De acordo com o capitão Miguel Luz, comandante da Polícia Militar da cidade, o fato ocorreu por volta das 3h e ele foi morto por dois desafetos.

Jeyson Moraes
Teresina
- atualizado

Um jovem identificado como Jairo Ribeiro da Silva, de 26 anos, foi assassinado com uma facada na região do tórax durante a madrugada desta quarta-feira (26), no centro da cidade de União.

De acordo com o capitão Miguel Luz, comandante da Polícia Militar da cidade, o fato ocorreu por volta das 3h e foi motivado por vingança. Um casal de um homem e uma mulher não identificados são os acusados de cometerem o crime.

“Esse homicídio foi motivado por vingança, a vítima estava sendo ameaçado de morte há cerca de 25 dias pelos acusados, que são desafetos dele. E hoje por volta das 3h da manhã eles se cruzaram em um quarteirão após a festa de Carnaval e teve uma briga de fato entre eles. Ele foi esfaqueado, socorrido e veio a óbito no local”, relatou.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) chegou a ser acionado, mas a vítima não resistiu aos ferimentos e teve óbito no local. Os dois acusados foram presos em flagrante e estão na Delegacia de União para os procedimentos cabíveis. O capitão Miguel Luz ressaltou que o homicídio não teve relação com as festas de Carnaval e que o crime foi um fato isolado.

Desentendimento e ameaças de morte

O capitão ainda explicou que o desentendimento entre o casal e a vítima se deu após uma confusão envolvendo a mãe da vítima e a mulher suspeita do homicídio.

“Uma mulher que é o pivô do assassinato mora em frente à residência da vítima, e essa mulher proferiu várias palavras de baixo calão para a mãe do rapaz. Aí ele foi tirar satisfações e isso resultou em uma enorme confusão. A Polícia Militar foi até o local e transcorreu um Termo Circunstancial de Ocorrência contra essa mulher. O companheiro dela, que tem suspeitas de participação no mundo do crime, e um enteado, que é envolvido com a criminalidade, ameaçaram que iam matar o rapaz”, contou.

Revolta

Miguel Luz também comentou que no início da manhã desta quarta, os parentes da vítima foram até a residência dos acusados para depredarem a residência. “Como a pivô dessa confusão mora em frente a casa da mãe da vítima, os parentes quiseram depredar até a residência e tiramos todos que estavam dentro da casa", finalizou.

Mais conteúdo sobre: