Teresina - PI

Motoristas fazem filas em postos de combustíveis nas BRs em Teresina

No final da tarde de hoje, o GP1 flagrou uma dessas situações em um posto na BR 343, na saída de Teresina em direção a cidade de Altos. Lá muitos veículos faziam filas para abastecer.

Germana Chaves
Teresina
- atualizado

Carros fazem fila para abastecer em postos na saída de Teresina

Os postos de combustíveis situados em BRs registraram longas filas desde as primeiras horas da manhã deste sábado (04) em Teresina. Conforme decretos do governador Wellington Dias (PT-PI) e do prefeito de Teresina Firmino Filho (PSDB), apenas os estabelecimentos localizados em BRs estão autorizados a funcionar, os demais tiveram que fechar e só reabrirão na próxima segunda-feira (06), como medida para conter a proliferação da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

No final da tarde de hoje, o GP1 flagrou uma dessas situações em um posto na BR 343, na saída de Teresina, em direção a cidade de Altos. Lá, muitos motoristas formaram filas para abastecer.

Essa situação tem se repetido em todos os finais de semana com a adoção de medidas de isolamento que abrangem também serviços considerados essenciais, a exemplo dos supermercados que a exemplo da semana passada ficaram lotados, provocando grandes aglomerações.

Medidas

As medidas de isolamento mais rigorosas têm sido adotadas para aplacar a curva de contaminação do novo coronavírus. O objetivo é iniciar na segunda-feira (06) a primeira etapa de flexibilização de alguns setores da economia, suspensos desde março devido ao avanço da covid-19 no Estado.

Protocolo do Governo do Estado

Wellington Dias apresentou os protocolos específicos que devem ser seguidos por cada um dos três setores da economia que vão reabrir no Piauí a partir do dia 06 de julho: construção civil, estabelecimentos de saúde e serviços automotivos. Os regulamentos foram publicados no Diário Oficial nesta quinta-feira (02).

Cada empresa só poderá retomar suas atividades se seguir o protocolo correspondente a sua área de atuação, que contém medidas de prevenção e controle da disseminação do novo coronavírus (covid-19).

Construção civil

Foram editados três protocolos para esse setor, um para a Indústria da Construção Civil, um para Indústria de Transformação de Materiais de Construção, outro para Indústria de Transformação de Máquinas e Equipamentos. Um ponto em comum que deverá ser adotado por cada um deles é a definição de turnos diferenciados de trabalho, evitando aglomerações nos postos de trabalho.

Serviços de saúde

O Governo do Estado elaborou nove protocolos específicos: atendimento em consultórios e clínicas médicas; clínicas e consultórios de odontologia; serviços de fisioterapia; serviços de psicologia; serviços de fonoaudiologia; serviços de nutrição; serviços de laboratório; atendimento em clínica de radiodiagnóstico médico; e serviço social. Todos esses serviços deveram limitar o acesso aos estabelecimentos, obedecendo o distanciamento de pelo menos 4 metros entre cada paciente.

Serviços automotivos

Para esse setor, foram definidos dois protocolos, um para o comércio e reparação de veículos automotores e outro para o transporte de passageiros. A Comercialização de veículos automotores deve seguir regras que evitem aglomeração, como distanciamento de 2 metros, marcações no chão ou sinalização com fita de isolamento suspensa para manter distanciamento entre os clientes e entre estes os funcionários, atendimento individual (sem acúmulo de pessoas da mesma da família para efetivar a comprar do veículo), ou acesso restrito e agendado previamente.

Em relação ao transporte de passageiros, deverá ficar disponível aos usuários de ônibus, metrôs, vans, táxi, serviços de aplicativos, entre outros, informações de forma clara e de fácil acesso sobre as medidas preventivas contra o novo coronavírus, como higienização adequada das mãos com água e sabão ou sabonete líquido e, alternativamente, com álcool gel 70%, e etiqueta respiratória e uso da máscara de proteção facial.

Protocolo da Prefeitura de Teresina

De acordo com Firmino Filho, a partir do dia 06 de julho poderão funcionar, com restrição rigorosa, vestuário e acessórios, construção de edifícios, serviços especializados para construção, móveis, materiais elétricos, dentre outros.

Já o comércio de veículos e motocicletas e o comércio de peças e acessórios novos para veículos e motocicletas somente poderão funcionar a partir do dia 13 de julho.

Categorias C e D

Os setores liberados para funcionar no dia 6 de julho estão inseridos na categoria de "Restrição C – Rigorosa", ou seja, somente poderão funcionar com 50% dos funcionários, 4 dias por semana, 6 horas por dia e ocupação máxima do espaço de atendimento ao público de 1 pessoa por 4m².

Os comércios varejista e atacadista de materiais de construção estão incluídos na categoria de "Restrição D – Delivery/Drive-Thru", e poderão abrir no dia 6 de julho com 50% do quadro de funcionários, mas com funcionamento apenas com entregas a domicílio ou busca na porta/ calçada/estacionamento do estabelecimento. Já a partir do dia 13 de julho eles poderão funcionar na categoria C - Rigorosa.

Confira abaixo os setores que poderão abrir a partir do dia 6 de julho:

Agricultura, Pecuária, Produção Florestal, Pesca e Agricultura

Produção florestal.

Indústria de transformação

Vestuário e acessórios;

Impressão e reprodução;

Minerais não metálicos e produtos de metal.

Construção

Construção de edifícios;

Obras de infraestrutura não estabelecidas no decreto nº 19.548/20 e serviços especializados para construção.

Indústria Extrativa

Extração de minerais não-metálicos;

Indústria de Transformação

Madeira;

Borracha e plásticos e metalurgia.

Fabricação de produtos de metal, exceto máquinas e equipamentos;

Materiais elétricos e móveis.

Atividades profissionais, científicas e técnicas

Serviços de arquitetura e engenharia, testes e análises técnicas;

Atividades jurídicas, de contabilidade e auditoria.

Comércio de materiais de construção

Comércio varejista de materiais de construção;

Comércio atacadista de materiais de construção.

Confira abaixo os setores que poderão abrir a partir do dia 13 de julho

Comércio de veículos e motocicletas;

Comércio de peças e acessórios novos para veículos e motocicletas.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Wellington Dias divulga protocolos específicos para retomada das atividades

Veja setores da economia que vão reabrir a partir de 06 de julho em Teresina