Parnaíba - PI

Mototaxista acusado de matar guarda em Parnaíba já é réu por homicídio

O mototaxista foi pronunciado, no dia 24 de setembro de 2013, para ir a Júri Popular pelo crime de homicídio praticado em 2007, e sete anos depois ainda não foi julgado.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O mototaxista Francisco Mário Veras Ferreira, acusado de matar um guarda municipal em Parnaíba e deixar outro gravemente ferido, está há 7 anos aguardando ser julgado pelo Tribunal Popular do Júri pelo crime de homicídio cometido ainda no ano de 2007, também em Parnaíba.

Francisco foi pronunciado, no dia 24 de setembro de 2013, pela juíza Maria do Perpetuo Socorro I. de Vasconcelos, da 1ª Vara Criminal de Parnaíba, pelo crime de homicídio qualificado (por motivo fútil) praticado contra Francisco das Chagas Ribeiro Sousa, em 27 de maio de 2007.

  • Foto: Reprodução/FacebookMario VerasMario Veras

De acordo com a investigação policial, no dia dos fatos, a vítima estava bebendo com outras pessoas no Bar Fim de Tarde, quando resolveu pagar a conta com o propósito de sair para uma festa, e sem querer pisou no pé de Francisco Mário, que também bebia no bar, tendo imediatamente pedido desculpas que não foram aceitas pelo denunciado, começando então uma discussão entre os dois.

Consta que o dono do bar pediu para que ambos saíssem de seu estabelecimento comercial, o que foi prontamente atendido, sendo que fora do bar a discussão continuou e o mototaxista e vitima chegaram às vias de fato, com troca de socos e pontapés.

Durante a briga, Francisco Mário sacou uma faca e partiu para cima de Francisco das Chagas que tentou se defender, sem sucesso, sendo atingido com uma facada no peito esquerdo, que o levou à morte. Francisco Mário tentou fugir, mas foi preso em flagrante. No entanto, ele foi solto no dia 19 de novembro de 2007.

A denúncia foi recebida em 09 de Julho de 2007 tendo sido designado data para interrogatório do réu que que, na ocasião, negou o crime e deu sua versão dos fatos.

Na sentença de pronúncia, a juíza destacou que “embora o réu tenha negado o crime não negou a autoria, apenas que agiu em legitima defesa e que não tinha a intenção de matar a vítima, porém, os depoimentos das testemunhas foram claros no fato de que a vítima pisou no pé do denunciado, pediu-lhe desculpa que não foi aceita pelo acusado, começando aí uma discussão entre o denunciado e a vítima, sendo que após as vias de fato o denunciado que estava armado com uma faca deu vários golpes na vítima que veio a falecer na hora e local do crime, assim tanto a autoria como a materialidade estão muito bem comprovadas nestes autos, sinalizando que o denunciado praticou o crime previsto art. 121, § 2º, II (motivo futil) do Código Penal”.

Ao final, a magistrada decidiu pela pronúncia de Francisco Mário Veras Ferreira para que vá a julgamento pelo Tribunal Popular do Júri. Porém, 7 anos depois o acusado ainda não foi julgado.

A última movimentação do processo é datada dessa sexta-feira (25), quando foi proferido despacho de mero expediente.

Ataque aos guardas municipais

Um guarda municipal identificado como Marcos Vinicius Santos Cronemberger foi assassinado a facadas por volta de 17h30 dessa quarta-feira (23), e outro guarda ficou gravemente ferido, depois de terem sido atacados pelo mototaxista Francisco Mário Veras Ferreira durante uma abordagem de rotina, na Praça da Graça, localizada no centro histórico de Parnaíba.

  • Foto: Reprodução/WhatsappMarcus ViniciusMarcus Vinicius

De acordo com informações do coronel Pacífico, comandante do 2º Batalhão da Polícia Militar de Parnaíba, os agentes foram surpreendidos pelo suspeito, que depois do crime empreendeu fuga, deixando a motocicleta para trás. “Eles foram abordar um mototaxista que estava com moto sem placa e, durante a conversa, foram surpreendidos pelo mototaxista que estava com uma faca e acabou esfaqueando os agentes.

Ainda segundo o comandante os guardas chegaram a ser levados para o Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA), no entanto, um deles não resistiu aos ferimentos e faleceu, o outro foi levado para o centro cirúrgico.

Francisco Mário foi preso, no dia seguinte, na praia de Barra Grande, no vizinho município de Cajueiro da Praia, litoral do Piauí.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

PRF lamenta morte do guarda municipal Marcos Vinicius em Parnaíba

Mototaxista acusado de matar guarda municipal em Parnaíba é preso

Mototaxista reage a abordagem e mata guarda municipal em Parnaíba