Piauí

MPF denuncia diretores da FAERPI acusados de emitir diplomas falsos

A decisão da juíza federal substituta Vládia Maria de Pontes Amorim, da 3ª Vara Federal, foi dada na terça-feira (10).

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

A juíza federal substituta Vládia Maria de Pontes Amorim, da 3ª Vara Federal, recebeu denúncia contra o empresário Eylanison Falcão do Vale e Maria José de Castro Leite Filha do Vale, diretores da Faculdade Entre Rios do Piauí – FAERPI, acusados de falsidade ideológica. A decisão foi dada na terça-feira (10).

Segundo denúncia do Ministério Público Federal, entre agosto de 2011 e novembro de 2012, os denunciados, consciente e com vontade livre, agindo na condição de representantes da FAERPI emitiram pelo menos 16 diplomas universitários do curso de Bacharelado em Teologia contendo declarações ideologicamente falsas, com o fim de alterar a verdade dos fatos juridicamente relevantes.

Segundo o órgão ministerial, os diplomas foram emitidos pelos denunciados, à época responsáveis pela instituição, em favor de estudantes que não tinham nenhuma ligação com a unidade de ensino.

A magistrada destacou na decisão que ficou constatada a existência de indícios da autoria e materialidade dos fatos delituosos apontados na denúncia em face de Eylanison (diretor-geral da FAERPI) e de Maria José (diretora acadêmica da instituição), pairando sobre eles indícios de falsificação de documentos públicos.

A juíza recebeu então a denúncia e determinou a citação dos acusados para responderem à acusação formulada, no prazo de 10 dias.

Outro lado

Os diretores não foram localizados pelo GP1.