Lagoa do Sítio - PI

MPF investiga Minha Casa Minha Vida em Lagoa do Sítio

A portaria foi assinada pela procuradora Maria Clara Lucena Dutra de Almeida Brito no dia 25 de outubro. 

RAYANE TRAJANO
- atualizado

O Ministério Público Federal, através da Procuradoria da República do Piauí, resolveu instaurar inquérito civil público para investigar falta de estrutura nas residências do programa Minha Casa Minha Vida, no município de Lagoa do Sítio. A portaria foi assinada pela procuradora Maria Clara Lucena Dutra de Almeida Brito no dia 25 de outubro. 

O inquérito foi aberto após esgotamento do prazo do Procedimento Preparatório que investigava o caso. A representação foi formulada por Antônia Orquídea Carlos de Lira e Gilson Ricardo de Sousa. Eles afirmam que foram beneficiados pelo Programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal, no Município de Lagoa do Sítio, junto com mais 38 famílias. 

De acordo com o relatado na denúncia, as casas foram entregues em abril de 2015 e até o momento, o conjunto residencial não possui energia elétrica, fato que já foi objeto de reclamação junto ao Prefeito Municipal, Antônio Benedito de Moura. 

Os beneficiários informaram também que os imóveis possuem defeitos estruturais, como rachaduras e afundamento das calçadas, acrescentando que a construção das casas foi executada pela empresa GM, com sede em Valença do Piauí. 

Outro lado 

Procurado pelo GP1 nesta sexta-feira (28), o prefeito Antônio Ditoso não foi localizado para comentar a denúncia. 
 

Mais conteúdo sobre: