Matias Olímpio - PI

MPF vai investigar Fogoió por desvio de R$ 2,3 milhões do Fundeb

O procedimento foi instaurado em 07 de novembro, após matéria publicada pelo GP1 no último dia 29 de outubro deste ano.

Gil Sobreira
Teresina
- atualizado

O Ministério Público Federal instaurou ‘Noticia de Fato’ para investigar o desvio de recursos do Fundeb para a conta de livre movimentação da prefeitura de Matias Olímpio/PI, no ano de 2017, pelo prefeito Edísio Alves Maia, o conhecido ‘Fogoió’.

O procedimento foi instaurado no dia 07 de novembro, após matéria publicada pelo GP1.

De acordo com o Tribunal de Contas do Estado do Piauí, de janeiro a dezembro de 2017 Fogoió efetuou treze transferências no montante total de R$ 2.311.289,74 (dois milhões, trezentos e onze mil, duzentos e oitenta e nove reais e setenta e quatro centavos) para a conta de livre movimentação da Prefeitura.

O prefeito contrariou o que determina o Decreto nº 7.507, de 27 de junho de 2011, o qual estabelece que movimentação de recursos do Fundeb será realizada exclusivamente por meio eletrônico, mediante crédito em conta corrente de titularidade dos fornecedores e prestadores de serviços devidamente identificados.

  • Foto: Lucas Dias/GP1FogoióFogoió

A transferência da conta específica para “contas de passagem” faz com que a verba do Fundeb se “misture” com outros recursos do município, tornando impossível separá-la do numerário municipal.

Essa prática dificulta a análise acerca da correta destinação dos recursos, violando princípios da Administração Pública, como o princípio da publicidade, que impõe plena transparência na prática dos atos administrativos e da moralidade administrativa.

A ‘Noticia de Fato’ é qualquer demanda dirigida aos órgãos da atividade-fim do Ministério Público, conforme as atribuições das respectivas áreas de atuação.

O procedimento está a cargo do procurador da República, Marco Aurélio Adão, e tem prazo de 30 dias para ser apreciado, podendo ser prorrogado uma vez por até 90 dias.

Outro lado

O prefeito Fogoió não foi localizado pelo GP1.

NOTÍCIA RELACIONADA

Prefeito Fogoió desviou R$ 2,3 milhões do Fundeb, aponta TCE