Teresina - PI

Mulher arrastada por correnteza é encontrada morta no Torquato Neto

A vítima foi arrastada pela correnteza ocasionada pelas fortes chuvas ocorridas na noite deste domingo (09).

Brunno Suênio
Teresina
Laura Moura
Teresina
- atualizado

O Corpo de Bombeiros de Teresina, com o auxílio de populares, encontrou o corpo da mulher, identificada como Carla Daniela Morais Rodrigues, 32 anos, que tinha desaparecido após ter sido levada pela correnteza na noite deste domingo (09), durante forte chuva. O fato aconteceu no Residencial Torquato Neto IV e assustou os moradores que lidam com os alagamentos desde o início do período chuvoso. Carla era de Bacabal, no Maranhão e deixa cinco filhos.

  • Foto: DivulgaçãoCarla Daniela Morais RodriguesCarla Daniela Morais Rodrigues

Antônia Gesaine reside no residencial e explicou que o acidente aconteceu quando a mulher foi até um mercado. Depois de cair na água, ela foi vista debruçada e aparentava estar sem vida. “A informação que eu tenho é que ela é de Bacabal. Ela estava hospedada na casa de um homem que é compadre dela. Na noite de ontem, ela tinha saído para ir comprar algo em um mercadinho. Ela não conhecia a correnteza da chuva, apesar dela ver que a chuva estava muito forte e a água muito alta, ela tentou sair pela calçada, mas antes dela chegar lá, se desiquilibrou e caiu na água e a correnteza levou. As pessoas viram na hora que ela caiu, mas não conseguiram pegá-la”, relatou.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Antônia GesaineAntônia Gesaine

O sargento Genivaldo Oliveira, do Corpo de Bombeiros de Teresina, foi um dos responsáveis por encontrar o corpo. Ele informou que Carla foi encontrada morta em um matagal, local para onde a água escorre. “Nós reiniciamos as buscas por volta de 08h. Foi como nós previmos. A água escoa para a área de mata e o corpo estava próximo a esse matagal. Ela foi encontrada próximo a uns galhos de árvores e animais. Nenhum familiar veio aqui, somente amigos”, ressaltou.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Local onde o corpo foi encontrado no Residencial Torquato NetoLocal onde o corpo foi encontrado no Residencial Torquato Neto

Os oficiais também contaram com a ajuda da população para encontrar Carla. Um deles foi Richardson Lopes, que contou ao GP1 como conseguiram localizar o corpo. “Eles fizeram uma varredura e aí eles voltaram e falaram que não tinham encontrado. Eles chamaram a população para ajudar e eu fui. Aí foram quatro pessoas. Dois foram para um lado e os outros para o outro lado. Na hora que eu desci, eu vi a perna dela e a encontrei”, concluiu.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Richardson LopesRichardson Lopes

Morador já havia denunciado perigo

O morador do Torquato Neto IV, Wilton Barbosa já havia denunciado por duas vezes o perigo no residencial. Através de vídeos humorados, ele pediu providências ao prefeito Firmino Filho.

O morador afirmou que uma "piscina natural" se formava no residencial após as chuvas e chegou a convidar Firmino Filho para visitar o local.

Mais conteúdo sobre: