São João da Serra - PI

PF cumpre mandados contra acusado de vender dinheiro falso pelo WhatsApp no Piauí

A PF já identificou o número de um telefone celular utilizado para anúncios em um grupo do WhatsApp, bem como a conta bancária para recebimento dos valores decorrentes do crime.

Brunno Suênio
Teresina
- atualizado

A Polícia Federal deflagrou uma operação nas primeiras horas da manhã desta terça-feira (29), no município de São João da Serra, para dar cumprimento a dois mandados de busca e apreensão contra um alvo sob suspeita de comercializar cédulas falsas de dinheiro em um grupo do aplicativo WhatsApp.

De acordo com a Polícia Federal, no inquérito instaurado no ano de 2018 pelo chefe da Delegacia de Crimes Fazendários, delegado Fabrício Marinho, os policiais conseguiram identificar o número de um telefone celular utilizado para realizar os anúncios em um grupo no aplicativo WhatsApp.

No decorrer das investigações foi possível identificar também que a conta usada para recebimento dos valores decorrentes do crime era de uma agência bancária da Caixa Econômica Federal do município de Altos.

Com o cumprimento dos mandados nos endereços vinculados ao investigado, a Polícia Federal espera confirmar a autoria do crime e indiciar o responsável pela prática ilícita.

As medidas cautelares foram expedidas pela Justiça Federal em Teresina, em função do crime previsto no artigo 289, § 1º do Código Penal. Nesta ação, não houve prisão.