Domingos Mourão - PI

Prefeito Júlio César é acusado de atrasar repasse do duodécimo à Câmara

Segundo a presidente da Câmara, vereadora Iracema Barbosa, o atrase no repasse tem acontecido desde o início do segundo mandato do prefeito, em 2017.

Wanessa Gommes
Teresina
- atualizado

O GP1 recebeu, nesta sexta-feira (23), denúncia contra o prefeito de Domingos Mourão, Júlio César, acusado de não pagar na totalidade o repasse do duodécimo à Câmara Municipal no valor de R$ 52 mil, que deveria ser pago até o dia 20 de cada mês.

Segundo a presidente da Câmara, vereadora Iracema Barbosa, o atrase no repasse tem acontecido desde o início do segundo mandato do prefeito, em 2017. “Desde o começo do segundo mandato dele, ele costuma passar atrasado, mas a lei diz que tem que ser repassado o valor integral até o dia 20 e ele vem descumprindo todo tempo”, afirmou.

“Em 2019, quando eu assumi ele continuou atrasando, dia 20 ele não repassava, e não tem como você fazer uma programação, a gente faz uma aprovação para pagamento e quando é dia 20 ele não repassa o dinheiro todo, e não dá para fazer o pagamento dos vereadores, só” declarou a presidente.

Ainda segundo a parlamentar, foi ajuizada uma ação contra o prefeito onde a Justiça deferiu, no dia 30 de outubro de 2019, uma liminar determinando que ele pagasse o valor total até o dia 20 de todo mês, sendo vedado o parcelamento.

“A gente entrou na Justiça e ganhamos a liminar, mas ele só cumpriu dois meses, dezembro de 2019 e janeiro de 2020, e desde de fevereiro nunca mais ele repassou todo, só repassa uma parte no dia 20 e o restante dia 30, desobedecendo totalmente a liminar. Geralmente, dia 20 ele paga R$ 20 mil, R$ 30 mil, e o restante ele paga no final do mês”, explicou.

Outro lado

O prefeito Júlio César não foi localizado pelo GP1.

Mais conteúdo sobre: