Economia e Negócios

Prévia da inflação tem alta de 0,45% em setembro, aponta IBGE

Resultado do IPCA-15 foi puxado pelo aumento nos preços do alimentos e ficou acima da mediana das projeções de analistas do mercado financeiro.

Por  Estadão Conteúdo

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15), uma prévia do índice oficial de inflação, registrou alta de 0,45% em setembro, após ter avançado 0,23% em agosto, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira, 23.

O resultado ficou acima da mediana das estimativas dos analistas do mercado financeiro consultados pelo Projeções Broadcast, de 0,39% de alta, obtida a partir do intervalo de 0,25% a 0,51%.

O IPCA-15 acumulou aumento de 1,35% no ano. A taxa em 12 meses ficou em 2,65%. As projeções iam de avanço de 2,45% a 2,71%, com mediana de 2,60%.

O resultado representa a maior variação positiva do indicador para meses de setembro desde 2012, quando o índice avançou 0,48%.

A leitura de setembro foi também a segunda mais alta de 2020, atrás apenas de janeiro, quando o IPCA-15 subiu 0,71%. A aceleração deste mês (ante alta de 0,23% em agosto) fez o IPCA-15 fechar o terceiro trimestre com avanço de 0,98%, acima do 0,26% registrado no terceiro trimestre de 2019. Em setembro de 2019, o IPCA-15 registrou alta de 0,09%.

O principal impacto no IPCA-15 foi dos alimentos e bebidas, que tiveram alta de 1,48%. Nesse grupo, os maiores aumentos foram registrados nas carnes (3,42%), tomate (22,53%), óleo de soja (20,33%), arroz (9,96%) e leite longa vida (5,59%). Os três últimos itens acumularam altas de 34,94%, 28,05% e 27,33% no ano, respectivamente.

Mais conteúdo sobre: