Luzilândia - PI

Quatro PMs são indiciados por tortura a homem que furou barreira no Piauí

Em entrevista ao GP1, o delegado Genival Vilela do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoas – DHPP, contou que após a morte da vítima os policiais foram afastados do serviço da cidade.

Fábio Wellington
Teresina

Quatro policiais militares foram indiciados pelo crime de tortura que resultou na morte de um homem identificado como Raimundo Nonato Lima que morreu após ser preso pelos PMs. Ele era acusado de furar uma barreira sanitária e fugir. O caso aconteceu no dia 8 de maio no município de Luzilândia, região Norte do Piauí.

Em entrevista ao GP1, o delegado Genival Vilela do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoas – DHPP, contou que após a morte da vítima os policiais foram afastados da cidade, e transferidos para o setor administrativo da Polícia Militar do Piauí. A barreira sanitária em questão funcionava como um ponto de fiscalização de entradas de pessoas com o objetivo de frear a disseminação da covid-19.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Delegado Genival VilelaDelegado Genival Vilela

“O inquérito já foi finalizado e encaminhado para a Justiça. No total, quatro policiais militares que participaram da ocorrência na cidade de Luzilândia, foram indiciado por tortura com resultado morte. Logo depois do caso se tornar público, eles foram afastados das ruas pelo Comando Geral da Polícia Militar, e seguem trabalhando no administrativo, aguardando o posicionamento do Poder Judiciário”, revelou Genival Vilela.

Entenda o caso

No sábado 8 de maio, a família de Raimundo Nonato afirmou que ele foi torturado por militares em sua residência antes de ser preso e que algumas pessoas testemunharam as agressões. A vítima chegou a ser encaminhada para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Outro lado

Em resposta, a Polícia Militar do Piauí, encaminhou nota na manhã do sábado, 9 de maio, afirmando que o homem não obedeceu a ordem de parada na barreira sanitária e teria ameaçado um policial fazendo menção de possuir uma arma branca. O indivíduo fugiu e os policiais que faziam a barreira solicitaram reforço, conseguindo encontrar o homem em seguida.

Ainda de acordo com a nota, o homem reagiu ao receber voz de prisão, mas foi contido e levado à delegacia do município. No fim da tarde o homem passou mal e foi encaminhado para o hospital e acabou morrendo.

A Polícia Militar do Piauí informou ainda que o Comando Geral determinou a abertura de inquérito policial militar através da Corregedoria e que os policiais envolvidos na operação foram afastados. Na ocasião eles se apresentaram no Batalhão do município de Piripiri.

Veja a nota na íntegra:

Nota a Imprensa

A PMPI diante dos acontecimentos da ocorrência policial acontecida na cidade de Luzilândia na tarde do dia 07/05/2020, presta as seguintes informações:

1. A ocorrência teve início a partir de uma ordem de parada, não obedecida, em uma barreira sanitária;

2. O indivíduo ainda teria ameaçado o policial militar que estava na barreira, fazendo menção de ter uma arma branca;

3. O indivíduo fugiu, ocasião em que foi solicitado reforço;

4. Com a chegada do reforço, os policiais saíram em diligências;

5. Ao ser localizado, o indivíduo teria reagido, sendo contido e levado preso a delegacia;

6. Ao chegar na delegacia o mesmo foi recolhido a cela, por ordem da autoridade judiciária;

7. No final da tarde o indivíduo passou mal, sendo encaminhado ao hospital, onde veio a falecer no período da noite;

8. Ao tomar conhecimento da ocorrência, o Comando Geral determinou abertura de Inquérito Policial Militar através da Corregedoria;

9. Determinou ainda o afastamento dos policiais militares envolvidos na ocorrência, inclusive apresentando os mesmos no Batalhão de Piripiri;

10. Determinou ainda, ao presidente do inquérito policial militar, que seja juntado a perícia e exames realizados pelo Instituto Médico Legal.

Teresina, 08 de maio de 2020.

ELZA Rodrigues Ferreira Ten Cel PM Diretora de Comunicação Social

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Homem morre com suspeita de tortura após furar barreira em Luzilândia