Teresina - PI

Sargento da PM-PI acusado de agredir esposa já foi preso por violência doméstica

O policial também responde duas ações penais por peculato e abandono de posto no âmbito da corporação da Polícia Militar.

Thais Guimarães
Teresina
- atualizado

O sargento da Polícia Militar do Piauí, João Paulo de Lima Menezes, que foi acusado recentemente de agredir a esposa, já responde a processo na Justiça por violência doméstica, inclusive chegou a ser preso em julho de 2017, após ser denunciado pela ex-companheira. Ele também responde a duas ações penais, uma por peculato e outra por abandono de posto no âmbito da corporação.

De acordo com os autos do processo de violência doméstica, no dia 02 julho de 2017, uma mulher identificada pelas iniciais P. L. L.D., procurou a Polícia Militar bastante ferida, pedindo ajuda e informando que havia passado a noite sendo agredida pelo ex, que teria levado sua bolsa com todos os documentos. Uma equipe da PM acabou prendendo o policial em flagrante quando este retornava para a casa da mulher.

João Paulo teve sua prisão convertida em preventiva pelo juiz Arilton Rosal Falcão Júnior no dia 03 de julho, após audiência de custódia.

No entanto, a mulher retirou a queixa apresentada contra o sargento, que acabou solto, após alvará de soltura assinado no dia 24 de julho de 2017 pelo juiz José Olindo Gil Barbosa. Ele teve sua prisão revogada sob a condição de participar de um projeto de reeducação gerido pelo Ministério Público do Estado do Piauí.

O processo por violência doméstica ainda corre na Justiça. No dia 14 de agosto de 2017, a juíza Ana Lucia Terto Madeira Medeiros da 5ª Vara Criminal (Maria da Penha) recebeu denúncia contra o policial. A última movimentação se deu em março deste ano quando oi proferido despacho de mero expediente.

Outros dois processos

João Paulo de Lima Menezes é alvo de mais duas ações penais, uma por peculato, outra por abandono de posto. A ação por peculato primeira foi aberta no dia 01 de março de 2018. Já o processo por abandone de posto é mais recente, aberto no dia 04 de dezembro de 2019.

No dia 17 de maio deste ano, a juíza Valdenia Moura Marques de Sá, da 9ª Vara Criminal da Justiça Militar da Comarca de Teresina, recebeu denúncia representada pelo Ministério Público Militar contra o sargento, que foi citado para apresentar defesa prévia ou arrolar testemunha em seu favor.

Acusação recente

Na última quinta-feira (02), a esposa do sargento João Paulo o denunciou por agressão física. Ela alegou que ele havia tentado mata-la em sua casa, no residencial Jacinta Andrade, zona norte de Teresina.

Em nota, a Polícia Militar do Piauí informou que até o momento o policial não foi localizado, uma vez que se encontra afastado por licença médica para tratamento de saúde.

NOTÍCIA RELACIONADA

Sargento da PM é suspeito de agredir companheira em Teresina

Mais conteúdo sobre: