Brasil

Secas no Piauí registram aumento de 47,76% para 79,29% entre julho e agosto

A Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) divulgou o mapa do monitor de secas nesta terça-feira (22) e somente o Distrito Federal não apresentou seca relativa.

Camilla Menezes
Teresina

A Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) divulgou nesta terça-feira (22), o mapa do monitor de secas para as 19 unidades participantes da Federação no mês de agosto. O mapa é feito incluindo as fases de coleta de dados, cálculo de indicadores de seca e a validação dos estados envolvidos.

No mês de agosto deste ano, as secas no Piauí aumentaram de 47,76% para 79,29%. O estado está no período do B-R-O-BRÓ, que acontece todos os anos nos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro, e correspondem ao período de estiagem. O Piauí apresentou no mês de agosto um índice pluviométrico inferior a 20mm.

Além disso, o estado piauiense apresentou um aumento da porção do território com secas de nível moderado, que passou de 16,82% para 19,16%. Os impactos são de curto e longo prazo na região sul do estado e de curto prazo nas demais áreas. Além do Piauí, os estados que tiveram agravamento da seca entre julho e agosto foram Bahia, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro e Tocantins.

Apesar da ausência de chuvas, somente o Distrito Federal não apresentou seca relativa, pois a região está dentro do padrão de estiagem climatológica e o baixo índice pluviométrico é uma condição típica para esta época do ano.

Em breve, a área de cobertura do monitor de secas também abrangerá o estado de São Paulo, cujas instituições parceiras estão sendo treinadas pela equipe técnica para participar do processo de elaboração do mapa.

Mais conteúdo sobre: