Teresina - PI

"Sentimento de impunidade", diz amigo do servidor do TJ morto em Teresina

"Eles [assassinos] vão ficar só um ou dois anos presos e vão sair fazendo as mesmas coisas”, desabafou Mauro Sérgio.

Bárbara Rodrigues
Teresina
Brunno Suênio
Teresina

O velório do Oficial de Justiça do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí, Francisco das Chagas Campelo, de 54 anos, está sendo realizado nesta quinta-feira (29) na Funerária Lotus, na Avenida Miguel Rosa, na zona sul de Teresina.

Francisco das Chagas era casado e deixa três filhos. Ele morava no Bela Vista e trabalhava no juizado especial que está localizado no seu bairro. O oficial foi assassinado após reagir a um assalto, quando estava na companhia de um amigo no bairro Tancredo Neves. Dois bandidos participaram do crime.

  • Foto: Arquivo Pessoal/DivulgaçãoFrancisco das Chagas Campelo e Silva foi morto durante um assaltoFrancisco das Chagas Campelo e Silva foi morto durante um assalto

Mauro Sérgio da Silva, amigo da vítima, afirmou que ambos são da cidade de São Félix do Piauí e que cresceram juntos. “Infelizmente essa é a realidade que vamos ter que encarar. Ele não é o primeiro e nem vai ser o último [a morrer desse jeito]. Infelizmente ontem foi meu amigo que se foi. Para o bandido está bom, para o cidadão de bem está complicado”, desabafou.

  • Foto: Helio Alef/GP1Mauro, amigo de Francisco das ChagasMauro Sérgio, amigo de Francisco das Chagas

Ele contou que Francisco das Chagas era muito querido pelos amigos, pediu Justiça e destacou que a vítima reagiu ao assalto em um momento de impulso.

“Ele era uma pessoa alegre, cheia de vida. Todo mundo gostava dele. Não tinha tempo ruim, ele era todo o tempo alegre, altamente inteligente e muito gente boa. Infelizmente foi um momento de impulso. Ele não tem a característica violenta, mas não tem como saber a reação de cada pessoa. Essa é a nossa capital. A mercê da vagabundagem. É um sentimento de impunidade, pois é mais um que se foi. Eles [assassinos] vão ficar só um ou dois anos presos e vão sair fazendo as mesmas coisas”, afirmou Mauro Sérgio.

  • Foto: Helio Alef/GP1Velório de Francisco das ChagasVelório de Francisco das Chagas

Entenda o caso

O Oficial de Justiça do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí, identificado como Francisco das Chagas Campelo e Silva, de 54 anos, foi assassinado com dois tiros durante um assalto na noite de quarta-feira (28), no bairro Tancredo Neves, zona sudeste de Teresina.

A vítima estava com um amigo em trailer no Tancredo Neves, quando dois bandidos chegaram no local e anunciaram o assalto. Um dos criminosos rendeu o amigo de Francisco das Chagas e ele acabou reagindo ao assalto, sendo alvejado com dois tiros.

  • Foto: Divulgação/PM-PISuspeito de participar do assalto que terminou com a morte de Chaguinha CampeloSuspeito de participar do assalto que terminou com a morte de Chaguinha Campelo

Após o crime os bandidos pegaram a Hilux da vítima, mas logo depois o veículo parou de funcionar pois tem um sensor de travamento de segurança. Os bandidos então fugiram a pé. A Polícia Militar prendeu no mesmo dia Vinicius Alves da Silva no bairro Morada Nova. Quando os policiais fizeram uma revista no criminoso, encontraram com ele um revólver calibre .32, com seis munições.

O segundo criminoso foi identificado como Ígor Araújo Sousa, que ainda não foi preso e havia saído da Colônia Agrícola Major César, no mesmo dia no crime.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Polícia identifica 2° suspeito de matar servidor do TJ em Teresina

Suspeito de assassinar servidor do TJ-PI é preso no Morada Nova

Servidor do TJ é assassinado a tiros durante assalto no Tancredo Neves