Parnaíba - PI

Sétimo acusado de matar vigia em Parnaíba é preso pela Polícia Civil

O vigia Antônio Laurindo Gonçalves foi morto em 08 de fevereiro de 2019, no CRAS do bairro Mendonça Clark, em Parnaíba.

Brunno Suênio
Teresina
- atualizado

Um homem identificado como André Luís Silva Sousa, 18 anos, foi preso na tarde desta quinta-feira (07) pelos policiais da Delegacia de combate a Homicídios, Tráfico de Drogas e Latrocínio na cidade de Parnaíba.

Ele é um dos sete homens presos sob a acusação do latrocínio do vigia Antônio Laurindo Gonçalves, morto em 08 de fevereiro de 2019, no CRAS do bairro Mendonça Clark, em Parnaíba.

As investigações da Polícia Civil apontaram as participações de várias pessoas na morte do vigia. Dois dias depois do assassinato, foram presos Maycon Douglas Araújo da Silva e Estefany Lima de Carvalho. Um adolescente também foi apreendido e na última semana os policiais chegaram até outros dois alvos identificados como Francisco Tiago Alves e Diones Carvalho dos Santos.

O crime

No início da manhã do dia 8 de fevereiro, o vigia Antônio Laurindo Gonçalves, de 57 anos, foi encontrado morto no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Mendonça Clark, na Rua 07 de Janeiro, em Parnaíba. O corpo foi localizado atrás de uma mesa quebrada e algumas cadeiras estavam caídas, o que indicou que houve luta corporal.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Polícia prende mais dois envolvidos na morte de vigia em Parnaíba

Acusados de matar vigia durante assalto em Parnaíba são presos

Vigia é encontrado morto dentro do CRAS da cidade de Parnaíba

Mais conteúdo sobre: