Teresina - PI

Wellington Dias ‘lava as mãos’ sobre destino de suplentes da Alepi

“O governador tem sido firme na posição de que a solução [sobre o destino dos suplentes] tem que sair daqui da Assembleia”, reforçou o deputado estadual Franzé Silva que é do PT.

Germana Chaves
Teresina
- atualizado

O destino dos seis suplentes que precisaram deixar a Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) com o retorno dos deputados estaduais titulares, já é página virada para o Palácio de Karnak. Mesmo com a insistência de uns, o governador Wellington Dias (PT-PI) decretou que essa situação deverá ser discutida, única e exclusivamente, pela Assembleia.

A perspectiva mais animadora é que os titulares das vagas – Wilson Brandão (PP), Pablo Santos (MDB), Nerinho (PTB), Janainna Marques (PTB), Zé Santana (MDB) e Flávio Júnior (PDT) – só retornem às secretarias que estavam ocupando, no final do ano quando as discussões sobre o orçamento e destinação das emendas parlamentares forem encerradas.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Governador do Piauí Wellington DiasGovernador do Piauí Wellington Dias

A expectativa principal dos trinta deputados da Assembleia Legislativa neste momento, é sobre o destino do empréstimo de R$ 1,5 bilhão que o Governo enviou para aquela Casa semana passada. A intenção é que nesta semana, a matéria comece a tramitar na Assembleia.

“O governador tem sido firme na posição de que a solução [sobre o destino dos suplentes] tem que sair daqui da Assembleia”, reforçou o deputado estadual Franzé Silva que é do PT, mesmo partido de Wellington Dias.

Suplentes desalojados

Elizângela Moura (PCdoB), Warton Lacerda (PT), Cícero Magalhães (PT), Ziza Carvalho (PT), Belê Medeiros (Progressistas) e B. Sá (Progressistas) deixaram a Casa.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Osmar diz que Wellington não pode solucionar problema de suplentes

Deputados titulares retornam à Alepi sem comunicar os suplentes