GP1

Teresina - PI

Marcelo diz que MDB não tratou sobre cargos com Wellington Dias

O senador eleito explicou que o MDB apoia a medidas para redução dos cargos e gastos do governo.

O senador eleito Marcelo Castro (MDB) afirmou nesta sexta-feira (MDB) que o governador Wellington Dias (PT) ainda não conversou com a legenda para tratar sobre a reforma administrativa e os cargos que deve ocupar no governo.

O governador já manifestou que vai diminuir o número de coordenadorias, mas que ainda não definiu os nomes do novo secretariado. O senador eleito explicou que o MDB apoia a medidas para redução dos cargos e gastos do governo.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Marcelo CastroMarcelo Castro

Sobre a participação no governo, o senador eleito disse que “tudo vai depender do governador. O governador é que está com a bola, ele é quem sabe das necessidades. Nós reunimos o MDB, fomos ao governador e dissemos: governador, o MDB está solidário para que você tome todas as medidas necessárias para adequar a máquina do Estado e que prenunciamos maiores dificuldades daqui para frente. O MDB respaldará todas as suas medidas no sentido de enxugar a máquina, de cortar gastos, de adequar a máquina administrativa”.

Ele ainda manifestou preocupação com o governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). “Temos que nos preparar para as dificuldades maiores que poderemos passar com o novo governo, que é um governo neoliberal. Não estou fazendo críticas ao neoliberalismo, mas o que prega o liberalismo econômico: o Estado mínimo, menos impostos, menor arrecadação e portanto menor capacidade de ajudar os estados. Todos sabem que Wellington Dias, o PT é o grande adversário do governo Bolsonaro. ‘Há, por causa disso o governo Bolsonaro vai perseguir o Piauí?’, de jeito nenhum. O Bolsonaro nessa conta, acho que vai agir republicanamente e vai tratar os estados independentemente de serem governados por este ou por aquele, mas vai mostrar a grande boa vontade que o Lula e que a Dilma mostrava com o Piauí? Acredito que não, mesmo porque a sua ideologia política, a sua filosofia administrativa não é de ajudar, é de diminuir as ações do Estado, é de deixar a economia livre. Então vai de encontro aquilo que tem sido pregado e tem sido praticado no governo do PT”, afirmou.

Convite ao Dr. Pessoa

O partido convidou o deputado estadual Dr. Pessoa para participar da legenda. “O MDB está de portas abertas a todos aqueles que quiserem comungar dos nossos ideais e a ajudar a fortalecer nosso partido. É isso que nós queremos”, pontuou.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.