GP1

Teresina - Piauí

MP denuncia militar acusado de balear foliões na Banda Bandida

O promotor pede ainda a pronúncia do militar para que ele seja submetido a julgamento pelo Tribunal Popular do Júri.

O Ministério Público do Estado do Piauí, através do promotor de Justiça Régis Marinho, ofereceu denúncia, no dia 31 de janeiro, contra o cabo do Exército, Wanderson Lima Fonseca, pelos crimes de tentativa de homicídio e lesão corporal. O promotor pede ainda a pronúncia do militar para que ele seja submetido a julgamento pelo Tribunal Popular do Júri.

  • Foto: Divulgação/Polícia CivilCabo Wanderson Lima FonsecaCabo Wanderson Lima Fonseca

Wanderson foi preso acusado de atirar em três pessoas, no dia 13 de janeiro, durante a prévia de Carnaval da Banda Bandida, no centro de Teresina. O GP1 divulgou o vídeo que mostra o momento exato do tiroteio na prévia carnavalesca.

Segundo os autos, Wanderson e as vítimas estavam na festa, quando Paulo Roberto se desentendeu com um amigo do acusado, chamado Francisco Felipe Marques, e o agrediu com um soco. Então, Wanderson, ao presenciar a agressão, sacou uma pistola calibre .380, e efetuou cinco disparos contra Paulo Roberto, sendo que três acabaram atingindo a vítima, que caiu ao chão.

Em seguida, o militar efetuou outros dois disparos que atingiram Jardel de Oliveira Marques e Ramile Rodrigues Dantas, tendo o acusado, diante do tumulto instalado no local se evadido, levando a arma do crime.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.