GP1

Arraial - Piauí

Alvimar Martins diz que advogado foi notificado para devolver ação

"O processo foi retirado do fórum pelo advogado de uma das partes desde 2015 e ele não devolveu ao fórum, devendo este ser responsabilizado", disse o prefeito através de nota.

O prefeito de Pedro II, Alvimar Martins, enviou na noite desta quinta-feira (14), nota de esclarecimento acerca de matéria publicada, na quarta-feira (13), intitulada “Processo contra Alvimar Martins desaparece da Comarca de Pedro II”.

Segundo o gestor, o advogado Jonildo Torres Dourado foi notificado, no dia 12 de julho de 2017, para que entregasse, no prazo de 48 horas, os autos sob pena de busca e apreensão em seu escritório. Já em março desse ano, foi expedida uma carta precatória de intimação solicitando novamente a devolução do processo.

“Na matéria publicada ficou subliminarmente entendido que o Prefeito Alvimar possa ter dado causa a tal procedimento, o que foge completamente da forma de pensa e agir do Prefeito, inclusive com imagem do Prefeito”, diz trecho da nota.

Confira abaixo a nota de esclarecimento na íntegra:

Processo que sumiu do fórum de Pedro II não tem como alvo de culpa o Prefeito Alvimar Martins, no processo Ação Improbidade Administrativa já foi notificado o Advogado Jonildo Torres Dourado para entregar em 48h sob pena de busca e apreensão em seu escritório, com carta precatória de intimação para tal providência. O processo foi retirado do fórum pelo advogado de uma das partes desde 2015 e não devolveu ao fórum, devendo este ser responsabilizado.

A Ação civil de improbidade administrativa que uma das partes que sumiu do fórum de Pedro II deve ser questionado ao advogado Jonildo Torres Dourado, advogado das empresas Grafite & Cia. Ltda. MEE e KI BOM Supermercado Ltda, onde consta este como tendo retirado o processo e deve ser dado o prosseguimento do ritual jurídico que o caso requer.

Na matéria publicada ficou subliminarmente entendido que o Prefeito Alvimar possa ter dado causa a tal procedimento, o que foge completamente da forma de pensa e agir do Prefeito, inclusive com imagem do Prefeito.

Para Alvimar, trata-se de uma ação desesperadora da oposição que tem sido vencida em todas as proposituras judiciais, e mesmo assim, não se convence de tamanho do desastre de gestão que Pedro II sofreu nos anos da gestão anterior.

Como prova das afirmações que consta, apresentamos a Carta Precatória de Intimação do Juiz de Pedro II contra Advogado Jonildo Torres Dourado, desde março de 2018, e em ato contínuo foi feita pela portaria n° 17/2017 que determina prazo de 48h para apresentação do processo sob pena de busca e apreensão, perda de vistas e representação contra o advogado.

O prefeito Alvimar Martins destaca, ainda, que jamais teve qualquer vínculo com o advogado citado.

  • Foto: DivulgaçãoPortaria determinando a devolução do autosPortaria determinando a devolução do autos
  • Foto: DivulgaçãoCarta precatória de intimaçãoCarta precatória de intimação

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.