GP1

Teresina - Piauí

Nova maternidade de Teresina deverá ser entregue antes do prazo

Os serviços de construção do prédio principal devem ser concluídos no mês de fevereiro de 2020 e com isso, cerca de um ano e meio depois, já em 2021, a obra deverá estar finalizada.

Marcelo Cardoso/GP1 1 / 14 Placa da Obra de Construção Placa da Obra de Construção
Marcelo Cardoso/GP1 2 / 14 Obra está em Ritmo acelerado Obra está em Ritmo acelerado
Marcelo Cardoso/GP1 3 / 14 Obra em Teresina Obra em Teresina
Marcelo Cardoso/GP1 4 / 14 Trabalhadores na obra Trabalhadores na obra
Marcelo Cardoso/GP1 5 / 14 Obra de construção da maternidade Obra de construção da maternidade
Marcelo Cardoso/GP1 6 / 14 Maternidade vai ficar localizada na zona leste Maternidade vai ficar localizada na zona leste
Marcelo Cardoso/GP1 7 / 14 Maternidade de Referência Estadual Maternidade de Referência Estadual
Marcelo Cardoso/GP1 8 / 14 Engenheiro mostrando a obra Engenheiro mostrando a obra
Marcelo Cardoso/GP1 9 / 14 Engenheiro conversando com equipe do GP1 Engenheiro conversando com equipe do GP1
Marcelo Cardoso/GP1 10 / 14 Engenheiro Aleff Ribeiro Engenheiro Aleff Ribeiro
Marcelo Cardoso/GP1 11 / 14 Detalhes da obra Detalhes da obra
Marcelo Cardoso/GP1 12 / 14 Construção Hospital Construção Hospital
Marcelo Cardoso/GP1 13 / 14 Construção de nova maternidade em Teresina Construção de nova maternidade em Teresina
Marcelo Cardoso/GP1 14 / 14 Construção da nova maternidade em Teresina Piauí Construção da nova maternidade em Teresina Piauí

As obras da nova Unidade de Referência em Alta Complexidade Materno-Infantil de Teresina, localizada na Avenida Presidente Kennedy, zona leste da Capital, estão a todo vapor. Até o final deste mês as equipes devem finalizar a concretagem do quinto, de um total de oito pavimentos no prédio principal.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde – Sesapi – a nova maternidade contará com 20 unidades de UTI adulta e 30 leitos de UTI neonatal. Além disso, a estrutura vai equipar ainda 45 leitos de cuidados intermediários e 20 de leitos intermediários canguru, que é um espaço voltado para acolhimento da mãe e do bebê.

Em entrevista ao GP1, na tarde desta sexta-feira (22), o engenheiro Aleff Ribeiro afirmou que a obra segue o cronograma pré-estabelecido no contrato junto à Caixa Econômica Federal e que cerca de 120 pessoas, entre equipes responsáveis pela execução dos serviços e da área administrativa, trabalham para dar andamento à construção da nova maternidade, que será referência no País.

“Hoje essa estrutura é de uma maternidade de âmbito nacional, então ela vai ajudar bastante a população do estado em relação ao recém-nascido, que exige um cuidado bem maior. Hoje a gente está no quinto andar e na próxima sexta-feira a gente conclui a segunda etapa desse pavimento de 2.500m². Antes disso, na terça-feira a gente já vai fazer a concretagem do segundo quadrante que dá acesso a todos os anexos do empreendimento”, explicou.

Ainda de acordo com o engenheiro, os serviços de construção do prédio principal devem ser concluídos no mês de fevereiro de 2020 e com isso, cerca de um ano e meio depois, já em 2021, a obra deverá estar finalizada e pronta para ser entregue à população do estado.

A construção da Unidade de Referência em Alta Complexidade Materno-Infantil de Teresina está orçada em, aproximadamente, R$ 84 milhões, com recursos de emenda parlamentar dos deputados federais Assis Carvalho e Iracema Portella, e também do Tesouro Estadual.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Nova maternidade deve ser inaugurada em 2021, diz Florentino Neto

Wellington Dias visita obra de construção de nova maternidade

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.