GP1

Teresina - Piauí

James Guerra critica Equatorial por demora no restabelecimento de energia

"Ainda não sabemos os motivos elencados pela Equatorial para a demora da falta de energia", disse o superintendente da SDU Leste.

O superintendente da SDU Leste, James Guerra, acompanhou o prefeito Dr. Pessoa durante visita às obras da galeria da zona leste, na manhã deste sábado (02), e criticou a demora para o restabelecimento de energia nas áreas afetadas desde a noite da última quinta-feira, 31 de dezembro de 2020, principalmente, nos bairros da zona leste da Capital, uma das zonas mais prejudicadas em função da falta de energia.

James Guerra afirmou que ainda não obteve respostas da Equatorial Piauí quanto ao problema que até este sábado persiste em vários bairros, como o Parque Mão Santa e Socopo, por exemplo, e adiantou ainda que já deslocou equipes de limpeza da SDU Leste para desobstruir vias e galerias que tenham sido afetadas durante a forte chuva que caiu no Réveillon.

Foto: Lucas Dias/GP1Dr. Pessoa e James Guerra durante visita a galerias na zona leste
Dr. Pessoa e James Guerra durante visita a galerias na zona leste neste sábado

“Nós não tivemos respostas da Equatorial do motivo da falta de energia, mas de imediato acionamos as equipes de limpeza. Todos sabem que foi uma chuva muito forte, muitos pontos foram afetados, principalmente pelas quedas de árvores, mas a tendência é isso se normalize, inclusive, grande parte disso já foi resolvido. Agora, o que a gente espera é que os problemas não voltem a acontecer, mas ainda não sabemos os motivos elencados pela Equatorial para a demora da falta de energia”, pontuou o superintendente.

Bairros há mais de 36 horas sem energia

Mesmo depois da forte chuva que caiu em Teresina ainda no último dia de 2020, diversas famílias ainda continuam sem energia. É o caso dos moradores do Parque Mão Santa, que são afetados toda vez que ocorrem fortes chuvas na Capital. A região do Socopo também continua sem o serviço.

Foto: DivulgaçãoCabos partidos em poste no bairro Monte Castelo
Cabos partidos em poste na Rua Tote Carvalho

Equatorial diz que energia foi retomada em 85% da Capital

Confira abaixo a nota na íntegra:

"A Equatorial Piauí emitiu uma nova nota esclarecendo que está com estrutura reforçada em campo e no Centro de Operações para restabelecer o fornecimento de energia nos demais bairros de Teresina que continuam sem energia desde a véspera da virada do ano, no último dia 31.

Em toda a capital, há registro de, pelo menos, 280 árvores que caíram sobre a rede. Isso corresponde a 90% das ocorrências coletivas registradas desde o dia 31, que atingem um grande número de consumidores.

A Equatorial Piauí esclarece que está atuando com estrutura reforçada em campo e no Centro de Operações para reestabelecimento do fornecimento de energia para os clientes atingidos pelas ocorrências devido às chuvas, ventos fortes e descargas atmosféricas ocorridos na noite do dia 31 de dezembro em Teresina. No momento, 82 equipes de atendimento emergencial, sendo 15 de manutenção pesada, e quase 300 colaboradores estão empenhados na recuperação da rede elétrica na capital, trabalhando em tempo integral desde o início das ocorrências.

Todo o trabalho da distribuidora está focado na recuperação do sistema após os severos danos causados a rede elétrica de distribuição por motivos externos e causas não associadas às condições de operação e manutenção do sistema.

Em toda a capital, há registro de, pelo menos, 280 árvores que caíram sobre a rede. Isso corresponde a 90% das ocorrências coletivas registradas desde o dia 31, que atingem um grande número de consumidores. A quase totalidade das árvores são situadas em terrenos particulares. A Equatorial reforça a necessidade do cuidado com a manutenção, plantio de espécies adequadas e em local seguro, distante da rede elétrica. Nesses casos, a poda regular, antes que a árvore se aproxime da rede, deve ser realizada pelo responsável pelo imóvel.

Em função da gravidade dos danos causados ao sistema elétrico, os trabalhos de recuperação têm alta complexidade e tempo de recomposição mais lento. Diferentemente do atendimento emergencial em condições típicas, nesta situação há a necessidade de reconstrução da infraestrutura de redes que foram destruídas pelo evento climático registrado.

Considerando o cenário e para viabilizar o restabelecimento da energia no menor tempo possível nas áreas ainda afetadas, a Equatorial Piauí solicitou apoio da Prefeitura de Teresina e Corpo de Bombeiros para suporte na remoção de árvores de grande porte que obstruem vias ou dificultam o trabalho dos técnicos da distribuidora em vários pontos da cidade, principalmente nas zonas leste e norte, onde foram verificadas as situações mais críticas. O fornecimento de energia também foi prejudicado pela alta incidência de descargas atmosféricas e objetos metálicos lançados sobre a rede, como placas e outdoor, como registrado no bairro Primavera, na zona norte da capital.

A Equatorial reafirma o compromisso de continuar com toda a sua estrutura dedicada até que o fornecimento seja plenamente restabelecido para todos os seus clientes".

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Equatorial diz que energia voltou em 85% dos bairros de Teresina

Bairros de Teresina já estão há mais 24 horas sem energia elétrica

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.