GP1

Teresina - Piauí

Piauí recebe 200 mil doses da Coronavac compradas pelo Governo do Estado

O lote de vacinas do Butantan será utilizado na vacinação do público adulto, de 18 a 60 anos.

Marcelo Cardoso/GP1 1 / 8 Lote de vacinas desembarcando no aeroporto de Teresina Lote de vacinas desembarcando no aeroporto de Teresina
Marcelo Cardoso/GP1 2 / 8 Florentino Neto Florentino Neto
Marcelo Cardoso/GP1 3 / 8 Secretário de saúde Florentino Neto Secretário de saúde Florentino Neto
Marcelo Cardoso/GP1 4 / 8 Secretário acompanhou a chegada da vacina Secretário acompanhou a chegada da vacina
Marcelo Cardoso/GP1 5 / 8 Vacinas Coronavac que chegaram ao Piauí Vacinas Coronavac que chegaram ao Piauí
Marcelo Cardoso/GP1 6 / 8 Polícia Federal Polícia Federal
Marcelo Cardoso/GP1 7 / 8 Piauí recebe 200 mil doses da Coronavac Piauí recebe 200 mil doses da Coronavac
Marcelo Cardoso/GP1 8 / 8 Florentino Neto concedeu entrevista para imprensa Florentino Neto concedeu entrevista para imprensa

Desembarcou nesta sexta-feira (08), no aeroporto de Teresina, o lote com 200 mil doses da vacina Coronavac adquiridas pelo Governo do Estado do Piauí. O secretário estadual de Saúde, Florentino Neto, esteve no aeroporto para acompanhar a chegada dos imunizantes contra a covid-19.

O secretário ressaltou que a negociação firmada com o Instituto Butantan, fabricante da Coronavac, representa o empenho do governador Wellington Dias (PT) para viabilizar a imunização da população piauiense.

“Sempre tivemos no Piauí uma preocupação muito grande com a vacinação do nosso povo, o governador Wellington Dias é líder nacional do Fórum dos Governadores para este assunto do enfrentamento à covid-19, e nós tomamos uma iniciativa, comprar vacinas para que a gente dê maior celeridade, ainda nessa campanha de vacinação, por isso, nós estamos recebendo hoje essas 200 mil doses”, declarou Florentino.

Público-alvo

Ainda de acordo com o secretário de Saúde, o lote da Coronavac será utilizado na vacinação do público adulto, de 18 a 60 anos. Com isso, as doses da Pfizer enviadas pelo Ministério da Saúde vão ser aplicadas nos adolescentes e também na terceira dose de idosos e imunossuprimidos.

“Vamos usar essas doses para ampliar a vacinação do público de 18 a 60 anos, e as doses da Pfizer vamos utilizar para vacinação do público adolescente de 12 a 17 anos e da terceira dose dos idosos e dos imunossuprimidos”, finalizou Florentino Neto.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.