GP1

Luís Correia - Piauí

Bandidos invadem loja em shopping e matam empresária em Luís Correia

De acordo com a PM, a vítima estava atrás do balcão quando foi abordada e alvejada a tiros.

Dois bandidos armados invadiram uma loja no Shopping Amarração, em Luís Correia, e executaram a proprietária, identificada como Sâmia Priscila Santana Araújo, a tiros, dentro do estabelecimento, na noite deste sábado (04). Na ação criminosa, o companheiro da vítima também foi baleado.

De acordo com o tenente Olavo Sales, da Companhia de Policiamento Turístico de Luís Correia – Ciptur – os criminosos, assim que invadiram a loja da vítima, efetuaram disparos primeiro contra o companheiro da empresária e logo depois, Sâmia, que estava atrás do balcão, foi executada com vários tiros.

Foto: Reprodução/WhatsAppLocal onde a empresária foi assassinada
Local onde a empresária foi assassinada

“A vítima, que proprietária da loja, conhecida por dona Sâmya e seu companheiro, foram alvejados a tiros e ele foi socorrido pelo SAMU. Já ela, foi a óbito e não sabemos ainda a motivação. Soubemos que chegaram dois elementos, adentraram, alvejaram primeiro o homem, que não sabemos o nome e, em seguida, se dirigiram até a proprietária, que estava atrás do balcão e efetuaram vários disparos”, informou.

Após a ação criminosa, os dois bandidos empreenderam fuga em uma motocicleta e nenhum foi preso até o momento. O companheiro de Sâmia chegou a ser atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU – e foi encaminhado ao Hospital Estadual Dirceu Arcoverde – HEDA – já a empresária, morreu no local do crime.

Equipes da Polícia Militar do Piauí – PM-PI – foram ao local, isolaram a área para que a perícia criminal realizasse os levantamentos iniciais sobre o ocorrido. O caso vai passar por investigação Polícia Civil do Piauí.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.