GP1

Piauí

Homem é condenado a 18 anos de prisão por matar professora em Campo Maior

O julgamento aconteceu nesta quarta-feira. A sessão foi presidida pelo juiz Muccio Miguel Meira.

O Tribunal de Júri da comarca de Campo Maior condenou, nesta quarta-feira (09), Francisco de Assis Vasconcelos Campos, por assassinar com golpes de pedra e pauladas a professora Adriana Tavares do Vale, e tentar matar sua esposa, Maria das Dores Campos, no ano de 2014, em Campo Maior.

A sessão foi presidida pelo juiz Múccio Miguel Meira, da 1º Comarca de Campo Maior, que estipulou a pena de 31 anos, 2 meses e 10 dias de prisão. A pena é a soma de duas sentenças, sendo de 18 anos e 9 meses de prisão pela morte da professora Adriana Tavares do Vale, e 12 anos, 5 meses e 10 dias pela tentativa de homicídio contra sua esposa, Maria das Dores Campos.

Foi decretado que o regime inicial de cumprimento da pena será exclusivamente fechado, tendo sido negado o direito de Francisco de Assis apelar em liberdade.

Entenda o caso

Um homem identificado como Francisco de Assis Vasconcelos Campos, assassinou brutalmente a professora Adriana Tavares do Vale, e tentou tirar a vida de sua ex-esposa Maria das Dores Campos, na tarde do dia 22 de outubro de 2014, em uma estrada vicinal da zona rural de Campo Maior.

O acusado fugiu após o crime e ficou foragido por quatro anos. No dia 31 de agosto de 2018, a Polícia Civil do Mato Grosso, prendeu o acusado na cidade de Sorriso.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.