GP1

Cocal de Telha - Piauí

Falso profeta é acusado de manter 23 crianças em local precário no Piauí

Luís Pereira dos ficou conhecido após reunir 130 pessoas em uma casa e anunciar o fim do mundo em 2012.

O promotor Roberto Monteiro Carvalho, da Promotoria de Justiça de Capitão de Campos, abriu um procedimento administrativo para investigar a conduta de Luís Pereira dos Santos, conhecido popularmente como ‘falso profeta’, que está sendo acusado de abrigar cerca de 23 crianças em um local chamado “Terra Prometida”, na zona rural de Cocal de Telha.

Em entrevista ao GP1 na tarde desta terça-feira (22), o promotor Roberto Monteiro contou que tomou a decisão após receber o relatório do Conselho Tutelar do município, onde foram apresentadas as denúncias contra o acusado. Segundo o representante do Ministério Público do Estado do Piauí, no referido documento consta que a denunciante relatou que o homem estaria abrigando crianças naturais de outros municípios em situação precária.

“Já instauramos o procedimento para apurar se essas denúncias realmente procedem ou não. Também expedimos diligências para a delegacia de polícia e Conselho Tutelar, para que as investigações sejam aprofundadas”, informou o promotor.

O Ministério Público apura também uma segunda denúncia contra o suspeito. Uma sobrinha de Luís Pereira relatou ao Conselho Tutelar que o tio não está deixando as mães que moram na localidade denominada por ele ‘Terra Prometida’ escolher o nome dos próprios filhos, e que elas vivem sob constante ameaça por parte do homem.

‘Falso profeta’ já foi preso

Ainda de acordo com o órgão fiscalizador, Luís Pereira já foi preso sob acusação de ter envenenado e causado a morte de duas pessoas “por sangue de rato”, afirmando que seria um óleo para purificação. Após ser solto ele foi morar na cidade de Campo Maior, e em seguida se mudou para Cocal de Telha, no Norte do Piauí.

‘Fim do mundo em 2012’

Luís Pereira dos Santos ficou conhecido mundialmente após reunir cerca de 130 pessoas, por um mês, dentro de uma casa afirmando que o mundo iria se acabar no dia 12/12/2012, às 16h. Na época, o ‘falso profeta’ alegava que tinha recebido a mensagem de um anjo informando sobre o acontecimento.

Após o horário marcado para o fim do mundo, ele foi tirado de dentro da residência onde estava com as pessoas, pela tropa de choque da Polícia Militar do Piauí, que evitou que o ‘falso profeta’ fosse linchado pelos seus seguidores que estavam se sentindo enganados.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.