GP1

Cocal - Piauí

Idoso é condenado a 21 anos de prisão por matar o primo em Cocal

A sessão aconteceu na terça-feira (22) e foi presidida pelo juiz Carlos Augusto Arantes Júnior.

O Tribunal Popular do Júri da Comarca de Cocal condenou José de Brito, de 69 anos, pelo assassinato de seu primo, Jair de Araújo Fontenele, ocorrido na tarde do dia 12 de maio de 2019, em frente a um bar no município de Cocal. A sessão aconteceu na terça-feira (22) e foi presidida pelo Juiz Carlos Augusto Arantes Júnior que estabeleceu a pena de 21 anos e 09 meses de reclusão.

A princípio, o idoso foi condenado a 18 anos e 09 meses de reclusão, que foi agravada devido a antecedentes criminais, em decorrência de uma condenação a 12 anos de prisão, expedida no ano de 1986.

Com isso, o juiz Carlos Augusto Arantes Júnior fixou a pena definitva em 21 anos e 09 meses, em regime fechado, e sem direito de recorrer da sentença em liberdade.

Entenda o caso

Um homem identificado como Jair de Araújo Fontenele foi assassinado na tarde do domingo, dia 12 de maio de 2019, com golpes de facão, em frente a um bar no município de Cocal. O acusado do crime foi um primo da vítima, identificado como José de Brito, vulgo “Zeca Neném”.

Na ocasião, a vítima e o acusado estavam ingerindo bebida alcoólica em um bar, e em determinado momento se deslocaram a um outro estabelecimento comercial. Neste local, os dois iniciaram uma discussão que resultou na morte de Jair de Araújo Fontenele.

José de Brito foi preso no dia 28 de maio do mesmo ano acusado do crime.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.