GP1

Castelo do Piauí - Piauí

Semar suspende atividades turísticas no Cânion do Poti

Segundo o secretário de Meio Ambiente, Daniel Marçal, uma inspeção será realizada no local.

A Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí (Semar), comunicou nesta terça-feira (11), que todas as atividades de passeio ecoturístico do Cânion do Poti sobre as estruturas rochosas estão suspensas, em Castelo do Piauí.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Daniel Marçal, a intenção é evitar qualquer desastre, por conta do período de chuvas no Piauí. "A medida é para evitar qualquer eventualidade, em razão do período de intensa precipitação pluviométrica", disse Marçal.

Foto: Divulgação/AscomCânion do Rio Poti terá Centro de Turismo Ambiental
Cânion do Rio Poti terá Centro de Turismo Ambiental

Para os próximos dias, a Semar está organizando uma inspeção conjunta para avaliação ambiental, de riscos e segurança na área, em conjunto com outras instituições, como o Corpo de Bombeiros do Piauí e o Serviço Geológico do Brasil (CPRM).

"Instituições como o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Piauí, Serviço Geológico do Brasil – CPRM e Instituto de Desenvolvimento do Piauí vão participar da ação", ressaltou o secretário Daniel Marçal.

Tragédia no Capitólio

No último sábado, 8 de janeiro, um deslizamento de pedras no Lago de Furnas, em Capitólio, no Centro-Oeste de Minas Gerais, atingiu quatro embarcações com várias pessoas, que passeavam no local.

Ao todo, dez pessoas morreram nesse acidente. As vítimas foram atingidas por uma rocha que se soltou de um paredão na região dos cânions. Depois disso, a circulação de barcos e lanchas de passeio ficou proibida na represa.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.