GP1

São Julião - Piauí

Divulgados nomes do empresário e do advogado alvos da operação da Deccor no Piauí

Foi determinado o sequestro patrimonial de mais de R$ 3 milhões dos envolvidos na investigação.

O GP1 teve acesso, com exclusividade, aos nomes dos alvos investigados na operação deflagrada pela Delegacia de Combate à Corrupção (Deccor), na manhã desta quinta-feira (05), que teve como objetivo cumprir mandados de busca e apreensão envolvendo a suspeita de fraudes em licitações realizadas pela Prefeitura Municipal de São Julião.

Os investigados são o advogado e ex-pregoeiro do município, José Keney Paes de Arruda Filho, e o empresário José Pedro Beniz, proprietário da empresa de mesmo nome, José Pedro Beniz - ME, que prestava serviços de manutenção do patrimônio para o município de São Julião.

Foto: Divulgação/PC PIOperação da Polícia Civil
Operação da Polícia Civil

Além dos mandados, também foi determinado judicialmente e feito o sequestro patrimonial de mais de R$ 3 milhões dos envolvidos, entre bens e imóveis. A investigação aponta indícios de fraude à licitações, desvio de recursos públicos (peculato), corrupção passiva e corrupção ativa.

José Keney já foi denunciado ao MP por acúmulo ilegal de cargos

Em 2019, o GP1 revelou que o Ministério Público do Estado do Piauí abriu inquérito civil para investigar denúncia contra o presidente da Comissão de Licitação da Prefeitura de São Julião, José Keney Paes de Arruda Filho, acusado de acúmulo ilegal de cargos.

A portaria nº 36/2019 foi assinada pelo promotor de Justiça Eduardo Palácio Rocha, nessa quarta-feira (24), após chegar ao conhecimento da promotoria que José Keney ocupa o cargo de Procurador do Município de Alegrete do Piauí e o de presidente da Comissão de Licitação no Município de São Julião.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.