GP1

Teresina - Piauí

Criança de 3 anos precisa de doador de medula para curar leucemia em Teresina

Para ajudar basta fazer o cadastro no Hemopi e doar sangue para o teste de compatibilidade.

Uma doação de apenas 5ml de sangue pode ajudar a salvar a vida da pequena Heloysa Cristina, de apenas 3 anos, que mesmo tão nova, luta por sua vida devido ao quadro de leucemia aguda. O pai dela, Francisco Wellington Barbosa Cantuário, conversou com o GP1 nesta terça-feira (05) e pediu a solidariedade das pessoas, a fim de ajudar nas doações de medula para sua filha, que busca alguém compatível para fazer um transplante.

O familiar contou que em novembro de 2021, Heloysa sentia fortes dores na região do peito e das costas, e por isso, procuraram atendimento médico no Hospital São Marcos. Na sequência, a menina foi internada por cerca de 16 dias e foi diagnosticada com leucemia. Inicialmente, os responsáveis pela menina acreditavam que somente com a quimioterapia o quadro evoluiria. Contudo, a médica comunicou que devido a gravidade do caso, seria necessário o transplante de medula.

Foto: Reprodução/WhatsappCampanha de doação de medula para Heloysa
Campanha de doação de medula para Heloysa

Desse modo, a família logo iniciou a campanha de doação. As pessoas interessadas em ajudar, devem fazer um cadastro no Hemopi e doar uma pequena quantidade de sangue para que seja realizado o teste de compatibilidade e então, constatar se será possível fazer o transplante.

Foto: Reprodução/WhatsappHeloysa Cristina
Heloysa Cristina

"[Os interessados] devem procurar o setor chamado Redome [Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea] e é só fazer um cadastro, preenchendo uma ficha, e colher 5ml de sangue, pois através desse sangue saberemos se o doador é compatível. A gente pede ajuda de todos para que se sensibilizem e nos ajudem!", clamou o pai Francisco Cantuário.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.