Fechar
GP1

Teresina - Piauí

Enfermeiro Davyd Teles pede exoneração da direção-geral do HGV

O afastamento do então diretor ocorre após menos de cinco meses na função de chefe do hospital.

O enfermeiro Davyd Teles Basílio, pediu exoneração do cargo de diretor-geral do Hospital Getúlio Vargas (HGV), nesta terça-feira (23). A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação da unidade hospitalar. O afastamento do então diretor ocorre após menos de cinco meses na função.

Conforme a assessoria de comunicação do HGV, o pedido de exoneração de Davyd Teles ocorreu após o diretor alegar problemas pessoais. O diretor técnico do hospital, Brenno de Sousa, que poderia assumir a direção-geral de forma interina, também pediu afastamento de suas funções.

Foto: Reprodução/FacebookDavyd Teles Basílio
Davyd Teles Basílio

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, Davyd Teles Basílio é graduado em Enfermagem, especialista em Urgência e Emergência Hospitalar, Saúde Pública, Saúde Mental e Mestre em Assistência em Unidade de Terapia Intensiva. Foi diretor do Hospital Regional Tibério Nunes (HRTN), em Floriano; também diretor do Hospital Estadual Dr. Júlio Hartman, em Esperantina e do Hospital Regional Terezinha Gaio Basso, em São Miguel do Tapuio.


Davyd Teles assumiu o HGV em janeiro de 2023, substituindo o médico ortopedista Osvaldo Mendes, que ocupava o cargo há dois anos.

Confira a nota do HGV na íntegra

Alegando problemas pessoais, o diretor-geral do HGV, Davyd Basílio, pediu exoneração do cargo na manhã desta terça-feira (23).

Davyd Basílio esteve à frente da direção do HGV por cinco meses. O afastamento, segundo ele, deve-se a compromissos familiares.

O diretor técnico, Brenno de Sousa, também pediu afastamento do cargo.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2024 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.