Fechar
GP1

Teresina - Piauí

Francisco Canindé rebate críticas de João Vicente Claudino a Luciano Nunes

"O tamanho do Luciano é o tamanho de um homem sério, de palavra, comprometido", disse o ex-secretário.

O ex-secretário Francisco Canindé (PDT) se pronunciou sobre as ponderações do pré-candidato a prefeito de Teresina, ex-senador João Vicente Claudino (PSDB), de que seu desempenho como pré-candidato a vereador revelaria o tamanho do prestigio politico do presidente do Diretório Regional do PSDB, ex-deputado Luciano Nunes. Isso porque, Canindé está sendo apadrinhado por Nunes na corrida por uma cadeira na Câmara.

Conforme Francisco Canindé, o tamanho de Luciano é medido pelo trabalho que ele desempenhou durante quatro mandatos de deputado estadual na oposição e, bem como, pela conduta séria que sempre imprimiu na vida pública.

Foto: Marcelo Cardoso/GP1Francisco Canindé, secretário de finanças
Francisco Canindé, secretário de finanças

"O tamanho do Luciano é o tamanho de um homem sério, de palavra, comprometido com seu estado, deputado de oposição por quatro mandatos e que nunca fugiu dos desafios que a política lhe impôs ou que ele se propôs a enfrentar", respondeu Canindé.


Força política

João Vicente afirmou que a força política de Luciano Nunes será medida pelo desempenho que o pré-candidato a vereador Francisco Canindé terá na disputa para a Câmara Municipal de Teresina. “Veremos a força dele [Luciano] com o desempenho do pré-candidato que ele apoia para a Câmara”, finalizou João Vicente.

Tentou esvaziar o PSDB

Ainda durante a entrevista concedida à nossa reportagem, João Vicente Claudino criticou a presidência de Luciano Nunes a frente do PSDB e disse que ele esvaziou o PSDB.

“Quando eu presidi o PTB deixei o partido com deputados estaduais, dois federais, quase sessenta prefeitos, senador, vereadores, vices, enfim, todo estruturado. Não entreguei o PTB para o Paes Landim como uma massa falida ou uma sucata, muito pelo contrário. Agora, ele [Luciano Nunes] esvaziou o PSDB e não o vi fazer qualquer ação para conter essa situação. O que vemos agora é o Luciano engajado na pré-campanha do PT, sendo auxiliar do auxiliar. É um erro achar que vai se chegar a um resultado diferente, fazendo a mesma coisa, repetindo o mesmo erro”, alfinetou JVC.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2024 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.