GP1

Piauí

Luciano Nunes apresenta relatório da gestão de 2015 e 2016

No biênio, o Tribunal aplicou 8.318 mil multas, que geraram no ano de 2015, R$ 1.044.233 milhão e em 2016 foram R$ 3.358.08,15 milhões.

Lucas Dias/GP1 1 / 12 Plínio Valente Plínio Valente
Lucas Dias/GP1 2 / 12 Luciano Nunes  preseidente do TCE Luciano Nunes preseidente do TCE
Lucas Dias/GP1 3 / 12 Luciano Nunes Luciano Nunes
Lucas Dias/GP1 4 / 12 Luciano Nunes em seu pronunciamento Luciano Nunes em seu pronunciamento
Lucas Dias/GP1 5 / 12 Luciano Nunes apresenta novo site do TCE Luciano Nunes apresenta novo site do TCE
Lucas Dias/GP1 6 / 12 Lilian Martins Lilian Martins
Lucas Dias/GP1 7 / 12 Kléber Eulálio Kléber Eulálio
Lucas Dias/GP1 8 / 12 Kléber Eulálio esteve presente no lançamento do site do TCE Kléber Eulálio esteve presente no lançamento do site do TCE
Lucas Dias/GP1 9 / 12 Jaylson, Lilian e Plínio Jaylson, Lilian e Plínio
Lucas Dias/GP1 10 / 12 Jaylson Campelo Jaylson Campelo
Lucas Dias/GP1 11 / 12 Autoridades presentes Autoridades presentes
Lucas Dias/GP1 12 / 12 Autoridades presentes na solenidade Autoridades presentes na solenidade

O presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Luciano Nunes, realizou na manhã desta terça-feira (6) a apresentação de um relatório sobre a gestão de 2015/2016 e apresentação do novo site do Tribunal. Luciano Nunes encerra o mandato no final deste ano e o conselheiro Olavo Rebelo vai assumir o biênio de 2017 e 2018.

Entre os dados apresentados pelo presidente, estão os números relacionados a imputação de débito em mais de R$ 62 milhões em dois anos. Só em 2015 foram R$ 10.787.326,82 milhões e em 2016 os números subiram para R$ 51.484.711,12. “Esse aumento na imputação do débito aconteceu porque nós agilizamos o julgamento dos processos e isso acabou fazendo com que houvesse esse registro maior na imputação do débito. Mais processos foram julgados, então esses gestores terão que devolver os valores aos cofres públicos”, destacou o presidente.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Luciano Nunes em seu pronunciamentoLuciano Nunes em seu pronunciamento

No biênio, o Tribunal aplicou 8.318 mil multas, que geraram no ano de 2015, R$ 1.044.233 milhão e em 2016 foram R$ 3.358.08,15 milhões. Foram julgados 2.267 mil processos, emitidos 838 alertas aos prefeitos para que eles não descumprissem a Lei de Responsabilidade Fiscal, análise de 268 processos licitatórios, investimento de quase R$ 3 milhões na área de tecnologia e de mais de R$ 6 milhões para a infraestrutura do Tribunal.

“Eu quero agradecer a todos que me ajudaram nessa gestão, é claro que desses investimentos que foram realizados, uma parte já veio da gestão anterior e aqui nós temos trabalhado muito em trabalho de equipe. Uma das partes mais importantes foi exatamente a capacitação e treinamentos, pois isso ajudou no nosso crescimento, ajudou a dar mais celeridade aos processos. Em relação ao Estado, por exemplo, já estamos analisando processos de 2016, isso porque conseguimos agilizar esses julgamentos, e em relação aos prefeitos não estamos mais tão atrasados, já começamos a julgar processos de2015”, destacou.

Nós municípios, 179 já foram inspecionados pelo TCE. “Essas inspeções são muito importantes, pois às vezes o gestor vem aqui, traz a prestação de contas e nós não podemos ficar se baseando só nesses documentos. É importante ir até o município. Então estamos fazendo essas inspeções, até para ajudar a comprovar aquilo que o gestor colocou na prestação de contas”, destacou o presidente.

Novo site

Na ocasião foi lançado o novo site do portal, onde qualquer pessoa poderá conseguir de forma mais fácil acesso aos processos, pautas de julgamento, os resultados das sessões plenárias, notícias sobre ações do Tribunal, sobre a situação de cada município, entre outros assuntos.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.