GP1

Piauí

Estudantes do Piauí recebem chips com internet para terem acesso a aulas

O Governo do Estado do Piauí, por meio da Secretaria de Estado da Educação, está distribuindo mais de 140 mil chips aos estudantes da rede pública estadual.

“É muito bom para os alunos estudarem de qualquer lugar”, disse a mãe do estudante Luís Ricardo, 17, que nesta segunda-feira (25) dirigiu-se até o Ceti Helvídio Nunes, zona norte de Teresina, para receber o chip com dados para que o filho possa assistir aulas de qualquer lugar utilizando o celular. Essa ação é parte do PRO Educação, que tem conectado os estudantes ao conhecimento por meio de aulas do Canal Educação.

A escola teve um grande desafio durante o ano de 2020 com a pandemia, mas realizou um intenso trabalho com professores e a gestão escolar. O ano letivo da rede estadual já foi iniciado e as escolas se preparam para iniciar com aulas remotas, como orienta o protocolo nº 042 do Comitê de Operações Emergenciais (COE). Para isso, está sendo feita a distribuição gratuita de chips para os estudantes e as matrículas continuam abertas até a formação das turmas nas instituições de ensino.

“Nesse período de pandemia, eles tiveram que estudar em casa e muito dos nossos alunos não têm acesso à internet. Então, a distribuição dos chips tem sido muito importante para facilitar os estudos. Aqui na escola, 225 estudantes irão receber os chips”, disse a diretora do Ceti Helvídio Nunes, Auristela Torres.

O chip beneficia alunos como o Marcos Mateus, 19, que está prestes a finalizar o terceiro ano do ensino médio. Ele diz que “em casa às vezes é difícil ter acesso à internet, mas a escola tem ajudado muito com atividades e, agora, com o chip, vamos poder acessar às aulas de qualquer lugar”.

Entrega de chips

O Governo do Estado do Piauí, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), está distribuindo mais de 140 mil chips aos estudantes da rede pública estadual. A ação tem o objetivo de garantir que os alunos matriculados na rede estadual de ensino tenham acesso à internet diante do cenário de pandemia e de aulas remotas.

Os chips Claro adquiridos possuem tecnologia 4G e pacote de dados de 20 giga mensais, para que os alunos tenham acesso aos conteúdos educacionais disponibilizados pela Seduc em plataformas digitais de videoaulas, Canal Educação, Pré-Eenem Seduc, bem como o aplicativo iSEDUC Aluno, onde são disponibilizadas as produzidas pelos professores.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.