GP1

Piauí

Donos de academias questionam lockdown em Alagoinha do Piauí

O prefeito Jorismar Rocha (PT) decretou novas medidas restritivas no município, sob o argumento de um aumento no número de casos confirmados e suspeitos da covid-19.

O prefeito de Alagoinha do Piauí, Jorismar Rocha (PT), decretou novas medidas restritivas no município, sob o argumento de um aumento no número de casos confirmados e suspeitos da covid-19 (coronavírus). Com o novo decreto, está proibido o funcionamento de bares, clubes, academias e restaurantes e aos finais de semana o município terá lockddown, funcionando apenas farmácias e postos de combustíveis. Após a nova determinação, empresários e profissionais ligados ao setor de academias se manifestaram contra a restrição.

O senhor Joelson Sousa, dono de uma academia em Alagoinha do Piauí, contrapõe o que está sendo dito pela Prefeitura. “Aqui no município 22 pessoas testaram positivo, mas nenhuma está internada, e no tempo em que o Estado decretou para as academias fecharem aqui não tinha nenhum caso positivo. Falei com o prefeito e ele disse que não poderia fazer nada, que era com o Estado, e agora está invertendo a história”, criticou o empresário.

Foto: Reprodução/WhatsAppAcademia em Alagoinha do Piauí
Academia em Alagoinha do Piauí

O GP1 também falou com o presidente do Sindicato dos Proprietários de Academias do Piauí (Sindacad-PI), professor Álvaro Moreira, que também apresentou suas críticas à determinação da Prefeitura de Alagoinha do Piauí. Sinceramente, achei estranha essa decisão do prefeito e precipitada, uma vez que também a vacina está prestes a chegar”, frisou.

Álvaro ressaltou que as autoridades precisam atentar para outras atividades que vem gerando aglomeração, como os eventos festivos. “Não estão prestando atenção nisso, na questão das festas, essas festas estão realmente estragando tudo, as praias lotadas, estão falando agora que não vai ter carnaval e para mim não deve ter mesmo. Agora, as academias devem continuar, no começo os governantes não sabiam de nada, hoje já tem que ter esse aprendizado, não pode parar a economia, a gente tem que falar de economia também, tem que andar junto com a saúde”, finalizou.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.