GP1

Piauí

"Que ninguém mais passe por isso", diz biomédica baleada na Raul Lopes

Ela publicou uma notícia sobre a implantação de um posto da Guarda Municipal no Complexo da Ponte Estaiada e pediu para que o que ela passou não seja em vão.

A biomédica Rafaela Marques que foi baleada na perna, na manhã desse domingo (14), durante um assalto a um grupo de 20 pessoas, na Avenida Raul Lopes, em Teresina, fez um desabafo em sua página no Instagram.

Ela publicou uma notícia sobre a implantação de um posto da Guarda Municipal no Complexo da Ponte Estaiada e pediu para que o que ela passou não seja em vão.

Foto: Reprodução/InstagramPostagem de Rafaela
Postagem de Rafaela

“Que o que eu passei não seja em vão! Que ninguém mais passe por isso! Obrigada Deus por uma nova chance!”, escreveu a biomédica.

Insegurança

O ex-deputado Luciano Nunes disse em sua página no Instagram que está revoltado com o caso e criticou ainda a falta de segurança em Teresina. "Não podemos mais caminhar, correr, andar de bicicleta na nossa cidade, pois não temos segurança. Até quando? Nós piauienses, precisamos ser levados a sério!", lamentou Nunes.

A post shared by Luciano Nunes (@lucianonunespi)

O assalto

Rafaela estava praticando atividade física com um grupo de 20 pessoas quando foi abordada por criminosos armados, que estavam em três motocicletas. O caso aconteceu no início da manhã deste domingo (14), por volta de 6h, na Avenida Raul Lopes, zona leste de Teresina.

Foto: Reprodução/InstagramRafaela Marques
Rafaela Marques

A vítima não reagiu e entregou o celular e um cordão de ouro. Mesmo assim um dos criminosos efetuou um disparo de arma de fogo contra a mulher, que foi atingida na perna direita. As outras pessoas também tiveram os pertences levados pelos bandidos.

Guarda Municipal

A instalação de postos fixos da Guarda Civil Municipal de Teresina (GCM) será ampliada e vai funcionar também 24 horas no Complexo Turístico da Ponte Estaiada, na Avenida Raul Lopes, na zona leste de Teresina, um dos principais pontos turísticos da cidade.

O coronel Nixon Frota, comandante da GCM, explicou que é constante a demanda na região e, embora os guardas municipais não tenham competência para fazer segurança pública, o que cabe à Polícia Militar, o efetivo vai atuar no complexo turístico, o que acaba garantindo sensação de segurança a todos que frequentam o local público.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.