GP1

Piauí

Obras na BR 343 serão entregues em junho, diz Governo do Piauí

O projeto prevê 9,6 quilômetros de restauração e duplicação da rodovia.

Em visita à BR-343 nesta terça-feira (25), o governador Wellington Dias atestou o avanço nas obras de alargamento da rodovia, no trecho da saída de Teresina em direção à região norte do estado. Segundo informações repassadas pela construtora responsável, em junho a nova pista no sentido Teresina-Altos, estará liberada para o trânsito de veículos.

“A obra da BR 343, como a da 316 até a penitenciária, tem recursos do Piauí. O povo do Piauí coloca Teresina como uma cidade moderna com o alargamento das suas entradas” pontuou Dias.

Foto: Divulgação/AscomWellington Dias e Rafael Fonteles visitando a BR 343
Wellington Dias e Rafael Fonteles visitando a BR 343

O projeto prevê 9,6 quilômetros de restauração e duplicação da rodovia. De acordo com o coordenador do PRO Piauí, Rafael Fonteles, a intervenção é orçada em R$ 50 milhões. A obra representa desenvolvimento para a cidade e qualidade de vida para a população.

“Está sendo encerrado o asfaltamento agora da segunda faixa. Em breve teremos a sinalização e a liberação, ainda em junho, das vias duplicadas na entrada de Teresina” comemorou Fonteles.

Foto: Divulgação/AscomObras de duplicação da BR 343
Obras de duplicação da BR 343

O trecho em obra na rodovia federal está cedido pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), ao Departamento de Estradas de Rodagem (DER). O diretor-geral do órgão, Castro Neto, destacou o ganho em agilidade e segurança proporcionado pela duplicação, uma nova realidade para o deslocamento do teresinense que for visitar o litoral piauiense e outras cidades da região norte.

“Nas férias de julho os veículos que passarem por esta via bastante solicitada, já estarão passando aqui com a BR duplicada” destacou Castro Neto.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.