GP1

Piauí

Governo do Piauí vai lançar benefício de R$ 200,00 na próxima semana

Segundo o secretário Zé Santana, da Sasc, cerca de 15 mil famílias serão contempladas com o benefício.

O Governo do Estado do Piauí vai lançar na próxima semana o Cartão Sasc Emergencial, que concederá benefício de R$ 200,00 a cerca de 15 mil famílias piauienses. A cerimônia de lançamento ocorrerá no Palácio de Karnak na quarta-feira, 24 de julho, e será restrita, por conta da pandemia da covid-19.

De acordo com o secretário da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos do Piauí, Zé Santana, o benefício de R$ 200,00 será pago em forma de crédito no cartão pelo período de dois meses, e só poderá ser usado para aquisição de alimentos. O governo vai investir R$ 6 milhões na ação.

Foto: Hélio Alef/GP1Zé Santana
Zé Santana

Zé Santana explicou que foram realizados diversos cruzamentos de dados envolvendo a base do Cadastro Único e do sistema Sasc Integração, para delimitar o grupo alvo do benefício.

“São pessoas que estão no CadÚnico, com perfil de Bolsa Família e com renda per capita de até R$178, mas que não foram contempladas com outro tipo de benefício de transferência de renda”, disse o secretário.

Cartões já estão prontos

Ainda segundo o secretário Zé Santana, os cartões do benefício estão prontos e sendo separados. Todos os municípios serão contemplados. “Nós estamos fazendo busca ativa, fazendo visitação junto aos Cras (Centro de Referência de Assistência Social) dos municípios para que possamos estar formalizando um termo de cooperação técnica, com adesão dos municípios a esta política de transferência de renda, para que os cartões possam ser entregues pelos Cras”, frisou.

O Cartão Sasc Emergencial será entregue bloqueado, com o nome da pessoa beneficiada, dentro de um envelope. Para desbloqueio é necessária uma senha liberada pela Sasc.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.