GP1

Piauí

Piauí registra maior número de queimadas desde 2012, diz INPE

Segundo os dados do INPE, houve um aumento de 109% em relação ao número de queimadas em 2020.

O GP1 fez um levantamento junto ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e verificou que o Piauí já registrou, até o dia 14 de setembro, 6.508 focos de incêndio em todo o estado neste ano, o que representa o maior número neste período desde 2012, quando foram registrados 9.084 focos.

Segundo os dados do INPE, houve um aumento recorde de 109% em relação ao número de focos de queimadas registrados em 2020, ano em que houve 3.107 focos de incêndio, menos da metade do registrado neste ano.

Foto: Divulgação/PrefeituraIncêndio em São Raimundo Nonato
Incêndio em São Raimundo Nonato

Atualmente, o Piauí é o estado com a maior quantidade de focos de incêndio neste mês de setembro, com cerca de 11,3% de todos os focos registrados do país. Em seguida aparecem os estados de Minas Gerais (11,2%), Acre (10.5%), Mato Grosso (9%), Bahia (8,9%), Pará (7,7%) e Amazonas (7.2%).

Incêndios na região de São Raimundo Nonato

Um incêndio de grandes proporções atinge desde o início da semana uma área de serra conhecida como Serra dos Gringos, no município de São Raimundo Nonato, no Sul do Piauí. O local atingido pelas chamas fica próximo ao Parque Nacional Serra da Capivara, onde está a mais antiga e maior área de sítios pré-históricos do continente americano.

Por meio de nota, a Prefeitura de São Raimundo Nonato informou que foi criada uma força tarefa com apoio da Brigada do PrevFogo do ICMBio que está no combate às chamas desde o início do dia 7 de setembro.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.