GP1

Piauí

Juiz autoriza PF usar veículos apreendidos no Piauí para repressão de crimes

A decisão foi dada pelo juiz Agliberto Gomes Machado, da 3ª Vara Federal da Seção Judiciária do Piauí.

O juiz Juiz Agliberto Gomes Machado, da 3ª Vara Federal da Seção Judiciária do Piauí, autorizou o uso de três veículos apreendidos no âmbito da “Operação Biditos” para serem utilizados pela Polícia Federal na prevenção e repressão de infrações penais. A operação foi deflagrada em maio de 2018 e desarticulou uma organização criminosa especializada em fraudes a benefícios assistenciais do INSS concedidos a idosos e deficientes.

A investigação apurou supostos crimes praticados por grupo de ciganos instalado nos municípios do norte do Piauí, em especial fraudes na concessão e manutenção de benefícios previdenciários e assistenciais, por meio da utilização de documentos falsos para a criação de pessoas “fictícias”. Foram identificados inicialmente 320 benefícios mantidos fraudulentamente, que causaram um prejuízo efetivo ao INSS no montante de R$ 27.669.685,27 (vinte e sete milhões, seiscentos e sessenta e nove mil, seiscentos e oitenta e cinco reais e vinte e sete centavos).

Segundo a Polícia Federal, as investigações apontam que a organização criminosa falsificava documentos, como certidão de nascimento, carteira de identidade e cpfs, para criar pessoas fictícias. Os benefícios assistenciais eram recebidos pelos criminosos em agências do INSS do Piauí e Ceará.

O juiz autorizou o uso de uma Hilux, ano 2017, Placa PBZ-5106 – Parnaíba/PI, com 16.949 Km; Chevrolet Cruze, ano 2017, Placa PIT-1350 – Piripiri/PI, com 18.899 Km; e um Fiat Toro, ano 2017, Placa PIM-3443 – Parnaíba/PI, com 26.923 Km.

Na decisão dada em 22 de março, o juiz determina a expedição de ofício ao Detran/PI para que seja expedido certificado provisório de registro e licenciamento em favor da União/Departamento de Polícia Federal no Piauí.

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2022 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.