GP1

Polícia

Pai acusado de agredir recém-nascido em Teresina é indiciado

Conforme a delegada Anamelka Cadena, titular do núcleo de Feminicídio do Piauí, o inquérito foi concluído nesta segunda-feira (23).

Francisco das Chagas Vieira Batista, acusado de agredir o próprio filho de apenas um mês de vida em Teresina, no dia 16 de abril desse ano, foi indiciado pelos crimes de tentativa de homicídio, lesão corporal, injúria e difamação. Além disso, a prisão em flagrante do pai do recém-nascido foi convertida em prisão preventiva.

Conforme a delegada Anamelka Cadena, titular do núcleo de Feminicídio do Piauí, o inquérito foi concluído nesta segunda-feira (23). “O inquérito foi encaminhado à justiça. Ainda há laudos que serão encaminhados e se algumas diligências foram solicitadas, nós iremos realizar, mas, teoricamente, o trabalho pré-processual foi finalizado hoje”, explicou.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Delegada AnamelkaDelegada Anamelka

A delegada informou também que a mãe do bebê não foi responsabilizada. “Nós avaliamos a omissão e percebemos que ela não teve a intenção, com a omissão, de alcançar esse resultado, pois ela foi a primeira a socorrer a criança enquanto o pai ficou na casa. Ela também foi a primeira a falar dos fatos, mesmo sendo ameaçada dentro da viatura durante a ida à Delegacia. A mãe do bebê também alegou que, além da bebida, foi entorpecida. Nós solicitamos o exame psicológico, então, dependendo do resultado, a omissão dela foi involuntária. Nós não tivemos condições de responsabilizá-la, e ela ficou apenas como vítima. Entretanto, ainda não temos o relatório do conselho tutelar”, revelou.

Histórico de violência

Questionada sobre o histórico de violência de Francisco das Chagas Vieira Batista, a delegada Anamelka Cadena contou que, apesar dos relatos, não há nada registrado. “De acordo com as testemunhas, ele tinha práticas de violência, principalmente se tratando de lesão corporal. Porém, em termos de registros, pois nós realizamos um levantamento tanto no sistema policial quanto na justiça, não havia antecedentes criminais”, concluiu.

Entenda o caso

Um recém-nascido de apenas um mês de vida deu entrada, no dia 16 abril, no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) após ser espancado pelo pai. O bebê perdeu completamente o lábio inferior e ainda está internado na unidade de saúde.

Doações

A turma de 1º período do curso de Direito da Faculdade Santo Agostinho (FSA) está realizando a campanha “Doa 1 real para o Vitório". Os interessados podem fazer doações em dinheiro por meio do depósito de qualquer valor na conta da tutora do bebê, Maria de Fátima L. D. Nascimento: Conta 13975-0; Operação 013, Agência 0029; ou pelas doações de materiais no Posto Total, situado na Avenida Pedro Freitas, nº 1765, bairro Vermelha, zona sul de Teresina.

MATÉRIAS RELACIONADAS

Alunos da FSA fazem campanha para ajudar bebê agredido pelo pai

Bebê que foi agredido pelo pai não tem previsão de alta no HUT

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.