GP1

Polícia

Wellington Dias encaminha ao TJ processo do PM Allisson Wattson

Allisson é acusado de matar e esconder o corpo da estudante Camilla Abreu, em outubro de 2017.

O governador Wellington Dias assinou, nessa quinta-feira (03), a decisão que encaminha o processo de exoneração do policial militar Allisson Wattson ao Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ), que irá decidir se o acusado perderá o posto e patente. Allisson matou a estudante Camilla Abreu, em outubro de 2017.

No âmbito administrativo, Wellington Dias constituiu o Conselho de Justificação, que elaborou os autos com o relatório opinando pela declaração da incapacidade de Allisson Wattson permanecer na Polícia Militar por considerar o militar culpado das acusações apresentadas.

  • Foto: FacebookAllisson Wattson e Camilla Abreu Allisson Wattson e Camilla Abreu

Os autos foram encaminhados à Procuradoria Geral do Estado (PGE), que retornaram com parecer opinando pela regularidade do processo e submetendo ao chefe do poder executivo a decisão de autorizar à Procuradoria que os encaminhassem ao TJ para o fim de declarar o acusado indigno do oficialato ou com ele incompatível, com a consequente perda do posto e patente.

De acordo com a Constituição Federal, apenas o Tribunal de Justiça e tribunais militares permanentes podem declarar a perda de posto e patente de oficiais. “Há muita pressão da população por uma medida rápida do estado, mas nenhum chefe de executivo pode tomar essa decisão antes do TJ, caso contrário, seria anulada”, esclareceu o procurador jurídico Jean Paulo Modesto.

MATÉRIAS RELACIONADAS

Processo de expulsão de ALlisson Wattson da PM chega ao Karnak

Assassino confesso da estudante Camilla Abreu vai a Júri Popular

Defesa alega que assassino de Camilla Abreu sofre de problema mental

PM decide pela expulsão do assassino confesso de Camilla Abreu da polícia

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.