GP1

Polícia

Acusados de matar PM são presos após troca de tiros em Teresina

De acordo com informações da Polícia Militar, os acusados resistiram, trocaram tiros com os policiais e um foi atingido com um disparo.

Davi Fernandes/GP1 Viatura da Força Tática da Polícia Militar Viatura da Força Tática da Polícia Militar
Davi Fernandes/GP1 Viatura da Polícia Militar Viatura da Polícia Militar
Davi Fernandes/GP1 Policiais da Força Tarefa Policiais da Força Tarefa
Davi Fernandes/GP1 Força Tática da PM também deu apoio na operação Força Tática da PM também deu apoio na operação
Davi Fernandes/GP1 Viatura do BOPE Viatura do BOPE
Davi Fernandes/GP1 Major Audivam Nunes Major Audivam Nunes
Davi Fernandes/GP1 Viatura do 13º Batalhão da Polícia Militar Viatura do 13º Batalhão da Polícia Militar
Viatura da Força Tática da Polícia Militar
Viatura da Polícia Militar
Policiais da Força Tarefa
Força Tática da PM também deu apoio na operação
Viatura do BOPE
Major Audivam Nunes
Viatura do 13º Batalhão da Polícia Militar

Policiais do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar, em parceria com a Força Tarefa da Secretaria de Segurança Pública (SSP-PI), prenderam na manhã deste domingo (1) três acusados de matar o policial militar Raimundo Alves de Oliveira no bairro Novo Horizonte, na zona sudeste de Teresina. De acordo com informações da Polícia Militar, os acusados resistiram, trocaram tiros com os policiais e um foi atingido com um disparo. As prisões aconteceram no Parque Universitário, zona leste de Teresina.

O Comandante de Operações da Polícia Militar, coronel Márcio Oliveira, confirmou a troca de tiros com acusados e informou que segue em diligências para prender o último suspeito. O acusado baleado foi encaminhado para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT).

"Já temos dois presos, uma arma de fogo apreendida e outro preso foi baleado e está ruim. Teve uma troca de tiros aqui. Ele estava armado, resistiu e levou tiro e está no HUT muito ruim. Já temos três vagabundos presos, um baleado e dois presos. Estamos diligenciando para chegar no outro", afirmou o comandante.

Baleado

Um dos acusados de matar o policial Raimundo Alves foi baleado no tórax durante troca de tiros com a polícia. Com ele, segundo o major Audivam Nunes, da Força Tarefa da PM, foi encontrada a arma utilizada para matar o cabo da PM.

“Ele foi baleado, estava inclusive com a arma do crime, não se entregou, trocou tiros com nossas guarnições da Força Tarefa. Foram feitos todos os procedimentos legais, depois de uma troca de tiros, a gente tem que prestar os primeiros socorros, como diz a lei e a gente só faz aquilo que a lei determina”, disse.

Tentativa de assalto

O major Audivan Nunes disse ainda que a polícia acredita que os quatro elementos tentaram assaltar o cabo Raimundo, mas ao perceber que ele era policial e estava armado, optaram por alvejar o policial na porta de casa.

“O policial militar estava chegando em casa por volta de 5 horas da manhã, estava trabalhando, os caras chegaram e o abordaram, quando perceberam que ele era policial e estava armado, simplesmente atiraram. O policial caiu, ficou na porta de casa morto e desde então a gente está em diligências e vamos prender o que falta ser preso”, explicou.

O crime

Por volta das 5 horas da manhã o policial Raimundo Alves de Oliveira, de 50 anos, foi morto com três tiros na porta de casa, na Rua Natal, no bairro Novo Horizonte, zona sudeste da capital.

  • Foto: Arquivo PessoalRaimundo Alves de OliveiraRaimundo Alves de Oliveira

Segundo informações repassadas para a Polícia Militar, homens em um veículo modelo Fiat Siena de cor prata discutiram com Raimundo e efetuaram os disparos. A vítima faleceu no local.

NOTÍCIA RELACIONADA

Policial militar é morto com três tiros no bairro Novo Horizonte

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.