GP1

Política

Tererê diz que não vai seguir com Evaldo Gomes para o SD

"Até julho vou assumir a presidência de um partido aqui em Parnaíba. MDB, PRB e PV já me convidaram”, disse ele ao GP1.

O ex-deputado estadual Deusimar Britto, o Tererê, não vai seguir para o Solidariedade com o deputado Evaldo Gomes como era esperado. Tererê que ainda está no PTC, antigo partido de Evaldo, revelou que vem analisando com prudência o convite de três partidos, MDB, PV e PRB.

O ex-deputado explicou que a escolha vai ocorrer até o próximo mês, mas, antecipou que os apoios que poderá reunir para o pleito do próximo ano, serão preponderantes no momento de definir seu destino partidário.

“Estou filiado ao PTC, mas, o Evaldo Gomes migrou para o Solidariedade e não quero mais permanecer e nem acompanha-lo no Solidariedade. Quero ter uma candidatura mais viável, por isso, estou indeciso em qual partido me filiar. Até julho vou assumir a presidência de um partido aqui em Parnaíba. MDB, PRB e PV já me convidaram”, disse ele ao GP1 nesta quinta-feira (19).

  • Foto: AlepiEx-deputado TererêEx-deputado Tererê

Candidato em Parnaíba

Tererê confirmou, durante entrevista à nossa reportagem, que vai se candidatar à Prefeitura de Parnaíba no ano que vem. Ele explicou que diferente das outras três vezes que concorreu ao cargo, agora terá o apoio de nomes importantes da política piauiense. O ex-deputado disse ainda que decidiu atender ao chamado das pessoas que estão insatisfeitas com a administração de Mão Santa (sem partido).

Três partidos já me ofereceram apoio para minha candidatura a Prefeito. MDB, PV e PRB estão na lista. Vamos analisar até porque temos que ver onde cada partido vai estar para ver a viabilidade do apoio do ano que vem. Até julho decido qual partido, se fosse hoje eu já teria um grupo de mais de 40 vereadores.

NOTÍCIA RELACIONADA

Ex-deputado Tererê vai disputar Prefeitura de Parnaíba em 2020

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.