GP1

Política

Wellington Dias discute construção de barragens com membros do FIDA

O FIDA é uma instituição parceira do Piauí em projetos importantes como o Viva o Semiárido.

O governador Wellington Dias participou, na manhã desta quinta-feira (06), de uma reunião através de videoconferência com membros do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) que é uma instituição parceira do Piauí em projetos importantes como o Viva o Semiárido e Projeto de Geração de Emprego e Renda (Progere).

Wellington explicou que o estado possui uma operação de crédito com o FIDA para projetos como a construção de barragens. “Nós temos uma operação de crédito com o FIDA que é um fundo vinculado às nações unidas, ela é social e ambiental, que tem por objetivo garantir que a gente tenha, por exemplo, um conjunto de pequenas barragens nos rios do semiáridos, como a barragens de Marrecas”, afirmou.

Foto: Lucas Dias/GP1Governador Wellington Dias
Governador Wellington Dias

“A ideia é de ter sucessivos barramentos e com base nisso, no período chuvoso acumular água e no período não chuvoso a gente soltar a água de barragens como de Jenipapo, Corredores e várias outras, ao mesmo tempo tem a função de garantir a umidade no semiárido suficiente para recuperar a mata ciliar, ajudando também a repor o lençol freático, que é a água que a gente usa do subsolo, além de produção com as populações ribeirinhas voltadas para a irrigação, reflorestamento, apicultura, com águas nos rios, gera atividade de turismo e, é claro, do abastecimento necessário de povoados, assentamentos, ou mesmo cidades às margens desse rios”, relatou o governador.

Segundo Wellington Dias, o projeto para construção de barragens tem recursos do FIDA e do Fundo Mundial do Clima. “É um projeto que tem uma parte que é da operação de crédito e outra parte que é do Fundo Mundial do Clima como uma compensação ambiental com nosso estado e esse projeto é parâmetro também para um projeto maior com os estados do Nordeste, nós estamos trabalhando a câmara técnica da agricultura familiar e agora do meio ambiente”, declarou.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.