GP1

Saúde

Piauí tem 40 cidades em alerta para dengue, zika e chikungunya

O Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) foi divulgado pelo ministro da Saúde.

O ministro da Saúde Ricardo Barros divulgou nessa terça-feira (28) o novo Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) de 2017, que constatou que no Piauí 40 cidades estão em situação de alerta ou risco de surto de dengue, zika e chikungunya. Teresina e outros 148 municípios estão em situação satisfatória.

O ministro lançou também a campanha publicitária de combate ao mosquito aedes aegytpi, transmissor da dengue, zika e chikungunya. A campanha chama atenção da população para os riscos das doenças e pede que a sociedade redobre os cuidados.

  • Foto: Paulo Whitaker/ReutersAedes AegyptiAedes Aegypti

"O enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti é prioridade do Governo Federal, por isso definimos um dia de mobilização, a Sexta Sem Mosquito, quando mobilizaremos ministros de estado e autoridades locais para estarem em todos os estados do país chamando a atenção da população para a importância de combater o mosquito”, disse o ministro.

Em todo o país 3.946 cidades participaram do levantamento. No Piauí, dos 224 municípios, 188 foram avaliados pelo LIRAa 2017.

Números

Desde o surto de zika, dengue e chikungunya, o Ministério da Saúde aumentou os recursos para as ações de Vigilância em Saúde. Em 2010 o valor gasto era de R$ 924,1 milhões. Em 2016 foram gastos R$ 1,7 bilhão e espera-se que em 2018 chegue a R$ 1,96 bilhão.

Dengue

Em 2017, o Piauí registrou 4.987 casos prováveis de dengue. Em 2016 foram 5.061. O Nordeste foi a região que mais apresentou casos prováveis, mais de 84 mil casos em 2017. Na região Sul, por exemplo, foram contabilizados 3.896 casos.

Mais conteúdo sobre:

Ver todos os comentários   | 0 |

Facebook
 
© 2007-2021 GP1 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do GP1.